domingo, 30 de dezembro de 2012

Branca de Neve e o Caçador

 

Snow WhiteApesar de adorar histórias que subvertam os contos de fadas, há um motivo porque eu não fui ver esse filme no cinema. E se você pensou Kristen Stewart, acertou.

A história começa com o nascimento de Branca de Neve, e o desejo da rainha sua mãe para que a filha fosse forte como a rosa que teimou em florescer em pleno inverno. Logo a menina cresce, mas a rainha sua mãe morre e o pai logo arranja alguém para tomar seu lugar. Esse alguém é Ravenna (a lindíssima Charlize Theron. Sério, colega, não podia ter deixado um pouquinho para nós mortais, não?). Ravenna então mata o rei em seu leito de núpcias, tranca Branca nas masmorras do castelo e começa um reinado de terror e destruição. A única esperança do reino é Branca, que consegue fugir, claro.

Snow White 2

É aí que entra em cena o Caçador (Chris Hemsworth, pode me caçar à vontade, querido), um viúvo bêbado que topa a empreitada pela promessa de reaver sua amada esposa. Ele parte em busca de Branca, sem saber quem ela é, mas quando percebe que a promessa de Ravenna e seu irmã pra lá de esquisito (Sam Spruell) não vai dar em nada, passa a ajudar a garota. Claro que o fato de ela ser linda (e tenho que reconhecer que apesar de achar Kristen Stewart muito sem sal nesse filme ela está linda) ajuda muito.

Snow White appleDaí pra frente, eles contam com a ajuda de muitas pessoas, e anões e outros seres fantásticos. Entre os anões, destacam-se Muir, seu líder e cego (Bob Hoskins, irreconhecível, mas não menos brilhante), Beith (Ian McShane, o Waleran de Os Pilares da Terra e o Barba Negra de Piratas do Caribe 4, e pra variar muito bem no papel) e Gort (Ray Winstone, também ótimo e engraçadinho). E há os humanos e destes eu destaco William, amigo de infância de Branca e feito pela fofura Sam Claflin (o Richard de Os Pilares da Terra e, ironicamente, também está em Piratas do Caribe 4, também muito bem no papel). Esqueci de mencionar que todos os anões estão praticamente irreconhecíveis, o trabalho de caracterização está muito bom.

Huntsman

A fotografia também é belíssima, os efeitos especiais para envelhecer Charlize Theron perfeitos e o figurino também é caprichado. O elenco, como eu já mencionei, é ótimo, e quando confrontada com Chris Hemsworth, Ian McShane, Sam Claflin  e cia, deixa patente como Kristen Stewart é uma atriz medíocre. E, sabendo do escândalo que se desenvolveu depois do lançamento do filme, envolvendo ela e o diretor, a gente começa a se perguntar como uma atriz sem expressão nenhuma, insípida e insossa, consegue papéis tão bons. Emilia Clarke teria feito uma Branca muito mais bonita e muito mais convincente. Sério, o discurso dela encorajando o povo a levantar armas contra Ravenna é lamentável, não convence ninguém. Uma pena, porque a história é legal, e o resto do elenco segura bem. Especialmente Charlize Theron, linda e diva, brilha como Ravenna.

Ravenna

Uma coisa que eu achei desnecessária foi o triângulo amoroso (e sem química nenhuma, aliás) entre Branca, William e o Caçador. O pobre William fica sobrando ali, um personagem desnecessário (não que eu esteja reclamando de ele estar presente. Só faz embelezar o filme ;P). Esqueci de mencionar que nesse filme ele é arqueiro (olha aí, excelente candidato ao Nick Hook Smiley piscando), portanto, já gamei.

William

A trilha sonora também é muito boa, contando inclusive com Breath of life, de Florence and the machine (que, me desculpem, eu sei que o vídeo é de Game of Thrones, mas ela fica muuuuiiiiito melhor assim), mas também com melodias delicadas, bem próprias de contos de fadas. E como não pode deixar de ser, aí vai o trailer pra você ter um gostinho (de Chris Hemsworth. Sério, pode vir me caçar Smiley mostrando a língua):

7 comentários:

Nadia V. disse...

Eu achei a história boa, os figurinos e a fotografia maravilhosos, mas o resultado final bem fraco. A direção pecou de alguma forma. Ao contrário de você, não tenho nenhum problema com a Kristen e acho que o "escândalo" foi uma tempestade em copo d'água e ela foi super injustiçada. Quase perdeu o papel na continuação, mas no final quem perdeu o emprego foi o diretor. Ela continua. Fiquei chocada em ver como as pessoas misturaram a vida pessoal dela com a profissional e como foram machistas, afinal ele é casado, mais velho e chefe dela e ninguém disse nada. Acho que ela é fraca sim, mas conseguiu bons papéis por conta do sucesso (inexplicável) de Crepúsculo. Com uma direção melhor, acredito que ela possa melhorar. Tem filmes dela em que ela trabalha muito melhor que nesses dois. De qualquer forma, acho que o filme valeu pelo visual e a trilha sonora lindíssima! :) E pelo maravilhoso do Chris! ;) E concordo que o príncipe é totalmente desnecessário no filme rs.

Beijos.

Fernanda Cristina Vinhas Reis disse...

Oi Nádia!

Por mim, com quem ela dorme ou deixa de dormir é problema dela, e sim, ela foi injustiçada, porque se fosse um homem fazendo a mesma coisa, não teria causado tanto. Só levanto é como uma atriz inexpressiva como ela consegue tantos papéis principais. Eu gostei dela em Panic Room, e só. Todos os filmes que eu vi com ela depois (certo, não foram muitos, e as participações dela neles foram pequenas, fora em Crepúsculo, ela sempre tem a mesma expressão: o beicinho torcido e a boca aberta).

Beijos!

Gabi Lopes disse...

Oi Fernanda, eu Não gostei muito do filme não, achei muito fraca a história, e principalmente a interpretação da Kristen.

De fato os cenários, figurino e efeitos estão ótimos, mas esperava mais ação...

Abraços

Gabi Lopes

Nadia V. disse...

Também acho ela fraca. Mas fiquei muito revoltada com os comentários que fizeram sobre ela na internet rsrs. Deu muita raiva rsrs.

Beijos.

Fernanda Cristina Vinhas Reis disse...

Oi meninas!

Nádia, é, interessante como o povo caiu matando. Se fosse o Robert Pattinson que tivesse traído, não teria causado tanto fuzuê. E depois, essa palhaçada de reatar bem na estreis de Amanhecer, pra mim não colou. Reconhece que acabou, e sai com a dignidade intacta, não? E deixa os dois em paz, é a vida deles, the end.

gabi, a história é legalzinha, mas não é nada de extraordinário. Resumindo o filme é uma sessão da tarde. A melhor coisa dele foi que no DVD veio o trailer de Os Miseráveis, que eu estou louca pra ver :)

Beijos!

Alana Homrich disse...

Oi, tudo bem? Gostei bastante da sua opinião, e apesar de não ter assistido ao filme, acredito que a minha será parecida, quando assim o fizer. Bem, a Kristen é muito bonita, porém suas qualidades nas telonas acabam por aí. Uma pessoa realmente insossa e sem expressões que, durante o penúltimo filme de Crepúsculo, quase me matou do coração! Era o casamento da Bella e ela estava com aquela cara de sempre. Fiquei morrendo de raiva da atriz deste momento em diante, porém, em filmes mais antigos, já é percebível que a mesma não é talentosa. Realmente fica a dúvida de como ela consegue papéis tão bons.
Beijos, http://alanahomrich.blogspot.com.br

Fernanda Cristina Vinhas Reis disse...

Oi Alana!

Seja muito bem vinda! Olha, o filme até que é legal, mas a atuação da Kristen Stewart é de doer. E concordo, no penúltimo Crepúsculo (que aliás é ruim como um todo) ela dá raiva.

Beijos!

Fernanda