sábado, 8 de setembro de 2012

Mais de As Crônicas do Gelo e do Fogo – OFDC

 

ATENÇÃO! SPOILERS SE VOCÊ NÃO LEU OS LIVROS!

Game of Thrones 2

Continuando esse meu projeto de reler As Crônicas do Gelo e do Fogo, chegou a vez de comentar O Festim dos Corvos, para mim o mais chatinho. O que não quer dizer que eu não goste do livro. Pelo contrário, só que os meus personagens preferidos não estão presentes, Mas já falei tudo isso quando fiz a resenha do livro da primeira vez. Agora meu foco é analisar mais a fundo a história. Aviso já que o post, mais uma vez, é longo, então paciência para seguir em frente;

Começo pelo começo, mesmo. Para quem andava com saudades de Jaqen (aí Fefa!), acho que ele já aparece de novo neste, mas passa despercebido (valeu Fê!). Logo no prólogo, alguns aprendizes a Maester estão numa taverna em Oldtown, conversando. Entre eles está Alleras, a Esfinge, e Pate. Guardem estes nomes, vou retomar já, já. Eles falam de dragões, e fazem inclusive menção a Dany. Conversa vai, conversa vem, descobrimos que Pate tem uma queda por uma tal de Rosey, e que também deve dinheiro a um tal de alquimista. Bom, o tal alquimista vai cobrar a dívida depois que Pate sai da taverna. Só que esse alquimista, que não sabemos o nome, não é quem aparenta, e acaba por matar Pate, de forma bem misteriosa, lembrando aquele cara que Jaqen matou com um dardo envenenado em Harrenhal. Já morrendo, quando Pate pergunta quem é o alquimista, este responde “ Um estranho. Ninguém. Verdadeiramente” (p. 21 edição pocket americana de capa vermelha). A descrição física do sujeito é: ” um rosto comum, jovem, com bochechas altas e uma sombra de barba. Uma cicatriz aparecia levemente do lado direito. Ele tinha nariz adunco, e uma massa de espessos cabelos negros que se curvavam ligeiramente ao redor das orelhas”. Não me lembro exatamente como é a descrição do livro, mas ela bate com o novo rosto de Jaqen na série (ai, ai, adeus rostinho lindo…chuif, chuif).

Jaqen

(SPOILER) Mais tarde, já no último capítulo, que é um PDV de Sam, o gorduchinho “encontra” (já explico porque das aspas) uns carinhas em Oldtown que oferecem ajuda para ele, para encontrar Dany. O encontro não foi por acaso. Quem encontra Sam é justamente Alleras, a Esfinge (que todo mundo sabe que é um enigma em si só), e este leva Sam para uma salinha, onde ele vê pela primeira vez a vela de obsidiana, e em um canto, um jovem louro, quieto, que já desperta as suspeitas de Sam, pois ele não para de encarar o gordinho. Pois bem, a última frase do livro é do louro se apresentando a Sam: “ Eu sou Pate” (p. 976). Mas Pate morreu no prólogo, sacou? Bom, já mencionei que não acho coincidência Sam encontrar em seu caminho justamente os dois irmãos com quem Jon tem mais afinidade, Bran e Arya, e agora mais uma ligação de Sam com Arya. E também já disse aqui que Sam vai desempenhar um papel na união de Jon e Dany. de novo, não acho que GRRM jogou isso à toa. E isto já estabelece um laço entre Dany e Jon, ainda que muito distante. Mas já é um começo.

Sam   Jon

E você deve estar se perguntando por que Sam quer encontrar Dany e os dragões. Porque ele fez uma promessa para Maester Aemon antes de este morrer. O velho maester queria ver os dragões mais uma vez (mesmo que o último dragão tenha morrido antes de seu nascimento, 102 anos atrás). É bem verdade que no final a mente do maester já estava mais pra lá que pra cá, mas acho que no meio de seus delírios tem alguma coisa que faz sentido, ainda que ainda não saibamos o quê. Mas veja nesta passagem: “Eu os vejo em meus sonhos, Sam. Eu vejo uma estrela vermelha sangra no céu. Eu ainda me lembro do vermelho. Eu vejo suas sombras na neve, ouço o estalar de suas asas de couro, sinto seu hálito quente. Meus irmãos sonhavam com dragões também, e os sonhos os mataram, cada um. Sam, nós trememos na ponta de profecias meio lembradas, de maravilhas e terrores que nenhum homem vivo poderia esperar compreender (…) Eu não deveria ter deixado a Muralha. Comandante Snow não tinha como prever. O fogo consome, mas o frio preserva. A Muralha…mas não é tarde demais para retornar. O Estranho espera em minha porta e não será recusado. Escudeiro, você me serviu fielmente. Faça mais uma coisa por mim. Vá até os barcos, Sam. Aprenda tudo o que puder sobre os dragões.” (p. 545). Vale lembrar também que Aemon é um dos poucos Targaryen que restaram, e Dany tem sonhos que se realizam. E mais um vez a menção a neve (snow).

E o maester vai ainda mais longe, a ponto de insinuar, mais uma vez, que Melisandre está errada em assumir que Stannis é Azor Ahai renascido, e que Lightbringer é A Linghtbringer: “ Nós enganamos a nós mesmos, quando queremos acreditar. Melisandre mais que todos, eu creio. A espada está errada, ela tem que saber disso…luz sem calor…um encanto vazio…a espada é errada, e a falsa luz só pode nos levar ainda mais para a escuridão, Sam. Daenerys é nossa esperança. Diga-lhes isso, na Cidadela. Faça-os escutar. Eles precisam mandar a ela um maester. Daenerys precisa ser aconselhada, ensinada, protegida. (p.744). Guardem isso que vou retomar quando reler o quinto. Por enquanto, acho importante ressaltar o desespero do maester em proteger Dany. Acho que isso tem a ver com a profecia sobre os falsos dragões, e com mais coisas que ela vê na Casa dos Imortais (para relembrar, leia aqui - Explicando a casa dos Imortais, do Game of Thrones BR). E Sam vai voltar para a Muralha também. Em seu último capítulo, antes de saber da “identidade” de Pate, Marwyn, um dos que mostram a ele a obsidiana, diz: “Você deveria ficar e forjar sua corrente. Se eu fosse você, faria isso rapidamente. Pode chegar o tempo em que você será necessário na Muralha.” (p. 975). Ele diz isso na mesma fala em que diz que irá para Slaver´s Bay tentar achar Dany.

cersei trono

E falando em profecias, deixa eu comentar uma personagem que só ganha PDV aqui. Cersei. Neste a gente vê a Rainha Regente se afundando cada vez mais no vinho e fazendo suas armações. Chego nelas já, já. Antes, a profecia dela. E neste, mais do que nunca, Cersei está obcecada pela profecia feita por uma maegi (o mesmo tipo de feiticeira que fez a profecia de Dany), que ela chama de Maggy, em sua infância. Junto com duas amigas, Cersei vai à tenda dessa maegi, num desafio. E lá, a feiticeira faz a seguinte profecia: “Rainha você será…até surgir outra, mais jovem e mais bonita, para derrubá-la e tomar tudo o que você mais preza.” E quando Cersei pergunta se terá filhos, a maegi diz que sim, e completa: “ Douradas serão suas coroas, e douradas serão suas mortalhas. E quando as lágrimas a tiverem afogado, o valonqar irá envolver as mãos em seu pescoço pálido e sufocar a vida de você.” (p. 771).

Margaery

Vamos por partes. Em primeiro lugar, a rainha mais nova. Cersei tem certeza que é Margaery, e sua obsessão é tamanha que Cersei faz de tudo e mais um pouco para prejudicar Margaery. Volto a falar dela já, já. Deixa eu falar da Cersei. Acho que ela está redondamente enganada. A rainha a que a profecia se refere é Dany, não Margaery. Na verdade, Qyburn tenta avisar Cersei das rebeliões de escravos em Meereen (isso vai fazer mais sentido depois de ler o quinto, mas mostra que os dois livros acontecem ao mesmo tempo), falando inclusive dos dragões mas Cersei não dá importância (p. 501). E guardem o Qyburn, que já vou falar nele de novo. Quanto aos filhos, é importante dizer que a feiticeira estava certa quanto ao número, e acho que infelizmente quando às mortalhas. Joffrey já foi, Myrcella quase vai neste. Acho uma pena, porque Myrcella e Tommen são fofos, nada como o insuportável Joffrey. E Cersei vai viver o suficiente para ver seus filhos morrerem.

E falta o valonqar. Esta é a palavra para irmão. Cersei tem certeza que quem vai matá-la é Tyrion. Talvez, todo mundo sabe que o anão odeia Cersei mais que qualquer um, mas vale lembrar que Cersei nasceu antes de Jaime, então ela tem mais um irmão mais novo (valeu de novo Fê!). E Jaime tem motivos de sobra para querer estrangular Cersei. E demonstra isso: “ Não. Tommen já perdeu o  irmão e o homem que ele pensava que era seu pai. Se eu matasse sua mãe, ele iria me odiar por isso” (p. 951). Então, pode muito bem ser que Jaime mate Cersei.

Jaime Cersei

E de volta a Qyburn. E vou adiantar um pouco para o quinto e Jon. Ao deixar que Stannis se estabeleça no Norte e formar uma aliança com ele, Jon desequilibra a já precária situação política de Westeros. Leia aqui neste forum do Westeros.org sobre a pretendida imparcialidade da Patrulha da Noite, e o que a aliança com Stannis significou. Bom, para manter o poder, claro que Cersei não pode ficar de braços cruzados. E para ela, Jon é uma ameaça, tanto pelo que fez com Stannis, como pelo fato de ser, para todos os efeitos, filho bastardo de Ned. O único vivo, ao que todo mundo pensa. Bom, lembra que eu disse que Tywin tenta tirar proveito da posição de Janos Slynt na Patrulha? O que Qyburn faz é bolar um plano para assassinar Jon (guardem isso. Vou retomar no quinto, é importante, e tem a ver com a minha teoria de Snowy Goodness ser Azor Ahai renascido). Esse plano é colocado na p. 355: “ Sua Graça deveria mandar 100 homens para a Muralha. Para vestir o preto, ostensivamente, mas na verdade…

…remover Jon Snow do comando” completa Cersei. Nem preciso dizer que ela adora a ideia. Ela planeja mandar um dos Kettleblack, não me lembro qual. Também não faz diferença, porque todos eles comem (literalmente) nas mãos de Cersei. E depois, porque com o que acontece neste, ele não chega a ir para a Muralha. Mas esse plano está no início, relativamente, do livro, e o que impede Kettleblack de ir para a Muralha está no final, muito tempo transcorre, e Qyburn é sorrateiro, não duvido nada que também aja por conta própria. E de qualquer forma, Kettleblack era somente um entre 100, quem diz que Cersei não chegou a mandar alguém? De novo, eu sei que isso não está fazendo muito sentido, mas aguardem eu comentar o quinto, que vai fazer.

E a outra rainha? Margaery? Bom, já salientei neste post gigantesco que os Tyrell provavelmente planejavam a morte de Joffrey desde o anúncio do casamento dos dois. Não acho que Cersei estava certa quando acusou Margaery de adultério, e etc. Mas também não acho que ela seja inocente. A garota é ambiciosa, e mais uma vez a série deu uma tremenda bola dentro quando colocou a fala: “Eu não quero ser rainha. Quero ser A rainha” na boca de Margaery.

Margaery   Renly

Voltando um pouco em Dany e o falso dragão. E mais uma vez, o que vou colocar aqui vai fazer mais sentido quando eu postar sobre o quinto. Um núcleo que ganha destaque neste é Dorne. Conhecemos as Sand Snakes e Arianne Martell. Esta é forte e decidida, e também ambiciosa. Mas também seu pai, com fama de bobalhão mostra que qualquer coisa, menos isso. O cara também é insidioso, e Dorne entra no jogo dos tronos, sem ninguém perceber. Digo isso porque enquanto Arianne conspira para coroar Myrcella, a grande custo e sem sucesso, seu pai, em segredo, já havia prometido Arianne a Viserys e, com a morte dele, lança mão de outro esquema para conquistar Dany. Sem que ninguém saiba, ele manda seu filho Quentyn para Meereen atrás de Dany. Mais que isso não vou dizer, para não estragar. Mas já faz menção várias vezes neste da ida de Quentyn para o outro lado do Mar Estreito (é assim? Em inglês é Narrow Sea), disfarçado de mercante.

Outro núcleo que ganha destaque neste livro é o dos Ironborn, os Homens de Ferro. Após a morte de Balon, eles começam a brigar entre si (oh povo briguento…todos querendo o que não é deles…) e acabam elegendo Euron Greyjoy para sentar no Trono do Mar. E este é mais um de olho nos dragões de Dany, tanto que manda Victarion atrás dela. Claro que Victarion já planeja trair Euron (não disse?). Mas não é exatamente deles que eu quero falar. Vamos ver o verso que eles tanto gostam de repetir: “Que o que está morto possa nunca morrer ,mas se ergue novamente, mais duro e mais forte” (p. 36). Já falei quando fiz a resenha do quinto que Theon retorna no quinto. Sem entrar em detalhes, posso dizer que essa frase deles fica com uma nova perspectiva depois de ler tudo o que acontece com ele no próximo livro. E depois, há uma fala de Aeron que diz o seguinte: “ Um rei de ferro deve surgir novamente e sentar no Trono do Mar e governar as ilhas” (p. 383). Eu acho que esse rei pode ser Theon, ou um de seus descendentes (espera aí você que leu o quinto! Eu sei muito bem o que dizem, mas vou elaborar melhor quando for falar quando quinto). Acho que os últimos são mais prováveis, pois apesar de adorar Theon, eu acho que ele vai morrer no fim da história. E sinceramente acho que só assim para ele se redimir de tudo que fez.

Theon

E votando um pouco em Cersei e sua obsessão em manter o trono, e com a tal rainha. Já disse que acho que a profecia se refere Dany, mas meu ponto aqui é que Cersei deveria abrir os olhos para mais perto de casa. Não me refiro a nenhum Lannister, mas a um Baelish. Sim, Mindinho, treinando Sansa, agora um pouco menos sonsa, no jogo dos tronos. Em uma conversa com Alayne (aka Sansa-menos-sonsa), a garota acaba confessando que tem medo de Cersei, que ela não é gentil e é mentirosa. Ao que Mindinho responde: “ Eu talvez tenha que removê-la do jogo mais cedo que esperava” (p.477). Isso faz a gente pensar em quem entregou Cersei no final do livro, fazendo com que ela seja presa. Mindinho pode estar isolado no Ninho, mas não está alheio ao que está acontecendo em King´s Landing, de forma alguma. E isso casa direitinho com o que eu já disse sobre ele querer destruir os Lannisters. E Sansa sabe muito bem que está sendo usada: “Ele está me servindo mentiras também” (p. 210) (não disse que ela está um pouco menos sonsa?). Acho que ela só faz o papel de Alayne enquanto for conveniente. E porque ela não tem mais para onde ir, e sente-se segura. Mas acho que assim que tiver oportunidade (ou quando seu príncipe aparecer), ela vai se mandar.

Deixa eu falar de Arya rapidinho. Mais uma prova de que ela vai ser uma assassina profissional, como Jaqen, é que o templo em que ela está em Bravos serve ao Estranho, o deus da morte. E um detalhe que passa despercebido é que ela mata Dareon, o patrulheiro que parte com Sam, a fim de encontrar mais homens para a Patrulha, mas que deserda em Bravos.

Gendry

Brienne continua em sua missão de achar Sansa. Mas quem ela vai encontrar é Gendry. E ela sabe na hora quem Gendry é, só não tem oportunidade de contar a ele, porque chegam os bandidos e ela acaba capturada e levada a Lady Stoneheart, a Cat morta-viva. Tudo bem, Gendry foi um verdadeiro (desculpe o termo) FDP, mas deve ter seus motivos. Não temos como saber sem PDV dele (espero que ele ganhe PDVs nos próximos!), mas vale lembrar que na verdade, quem salva Brienne é Gendry. Se não fosse por ele, ela morreria na hospedagem. E também acho que ele não tinha como saber que a Cat zumbi faz com Brienne, ou exatamente o que é a Cat zumbi. Só para ressaltar, a morte mudou Cat, como mudou Beric Dondarrion, segundo Ser Arwood Frey, um dos “aliados” de Jaime em Riverrun: “ A morte o mudou, as pessoas dizem” (p. 646). Cat agora é tomada por vingança, e se era preconceituosa antes, isso aumentou em taxa exponencial.

Brienne

Ao final do último PDV de Brienne neste, ela está presa em poder de Cat, que imediatamente julga Pod meramente pelo crime de ser parente distante de Ilyn Payne, e escudeiro de Tyrion. E sem querer ouvir as justificativas de Brienne, já a condena também. Mas oferece uma opção, morrer ali, junto com Pod, ou matar Jaime. A última coisa deste capítulo é que Brienne grita uma palavra. Esta palavra é ESPADA, como o próprio GRRM já revelou. Bom, acho que sendo Brienne como é, vai dar um jeito de salvar Pod e também não vai matar Jaime.

RobbE falando em Jaime, acho digno de nota que ele conhece Jeyne, a rainha de Robb. Mas ela não bate com a descrição de Jeyne dada por Cat antes de morrer: “Ela tinha quadris estreitos, seios do tamanho de maçãs, uma massa de cabelos castanhos” (p. 944). Uma das coisas que Cat não se cansa de ressaltar é justamente que Jeyne tem quadris largos, bons para dar filhos fortes a Robb. É o consolo dela frente a irresponsabilidade do filho. Bem, acho que esta Jeyne não é a mesma, acho que é outra menina, passando por Jeyne. E não duvido nada que apareça mais para frente um herdeiro de Robb para agitar ainda mais as coisas no Norte. Afinal, segundo o próprio Robb e Jeyne, eles treinavam bastante para isso (sério, ele fala isso pra mãe!).

Para finalizar, mesmo Snowy Goodness não aparecendo muito neste, tenho algumas considerações. Uma, ele sempre diz que “a Patrulha não toma partido”, mas ele não é tão imparcial assim: “ É morte de destruição que eu quero trazer à Casa Lannister, não desprezo” (p. 111). MORTE e DESTRUIÇÂO. Interessante a escolha de palavras, principalmente considerando que eu acho que ele e Dany vão se juntar, com mais gente, contra os Lannisters. E que eu acho que ele que vai montar um dos dragões. E acho que total imparcialidade é impossível mesmo, como diz no link lá em cima, do westeros.org, pelo menos não mais, na situação da Muralha agora, e frente à ameaça dos White Walkers.

JOn trono

Depois, uma observação que ele faz sobre as intenções de Melisandre: “Sangue de rei para acordar o dragão. Onde Melisandre espera encontrar um dragão adormecido, ninguém sabe. É bobagem. O sangue de Mance não é mais real que o meu. Ele nunca usou uma coroa ou sentou em um trono. Ele é um bandido, nada mais. Não há poder no sangue de um salteador” (p. 113). Só peço para guardarem isso, vou retomar nos comentários do quinto. Mas acho interessante a escolha de palavras “acordar o dragão”, a mesma que Viserys não se cansa de repetir. E levando-se em consideração que Jon pode ser Targaryen, isso ganha outra conotação.

Trilha sonora

Claro que pensei em mais algumas músicas mais. Para começar, Falling, da Alicia Keys, cai perfeitamente para Jaime e Cersei, que, como disse a Fefa, do Apaixonada por papel, tem uma relação desigual: Jaime ama mais Cersei do que é correspondido (how dou you give me so much pleasure, and cause me so much pain). Nerve damage, do Lifehouse também combina (pensei nessa quando escrevo o Faixa a faixa - Smoke & Mirrors ;D). Like a stone, do Audioslave, é perfeita, e ninguém canta a morte com Chris Cornell. Para Arya, claro (in your house I long to be..). De novo para Jaime e Cersei, I alone, do Live (I alone loved you, I alone damned you…).

Por enquanto é só. Obrigada por ficar comigo em mais um post superlongo.

Beijos e até o próximo post!

11 comentários:

navirj disse...

Fê, agora além de reler os livros terei que assistir à série novamente rsrs. Muito bom seus comentários.
Beijos, Ná

Fefa Rodrigues disse...

Feeee... adorei sua postagem, me ajudou a compreender muita cosia, a começar pelo reaparecimento do Pate no final, meio que eu não entendi oq tinha acontecido, eu retornei no primero capitulo para confirmar que era o Pate mesmo que tinha morrido e fique sem entender oque tinha acontecido... agora vc me deu uma luz!!!

Outra coisa que me fez pensar bastante foi "quem entregou a Cercei", e o fato de ser o Mindinho é uma possibilidade... eu fico pensando qual é a do mindinho... onde afinal ele quer chegar, oque a final ele quer? Será que aquele é realmente o plano dele, casar a Sana e revelar quem ela é assim que tiver certeza da morte do Tyrion???

E eu tbm estou gostando muito mais da Sansa a partir desse livro, ela não está tão sonsa mais, aliás, ela esta ficando bem esperta e usando seu "conhecimento" a seu favor...

Sobre a Arya, tbm acho que ela está sendo "preparada" para algo grande... será que el vai reencontrar a Nymeria???

E... sobre a Jeyne, eu não tinha reparado na descrição, mas como a menina só chorava qd ia deixar Correrio, eu fiquei pensando na possibilidade de terem enviado outra pessoa no lugar dela... fiquei até pensando se ela nãot eria sido levada pelo Peixe Negro...

Vc acredita que os irmãos Stark vão se rencontrar um dia?

Bem, há tanta coisa a se falar sobre o livro não? Sabe que agora tenho mais amigos aqui em tatuí lendo, e tenho com quem conversar, mas les ainda estão no livro 1, então não posso falar muito pra nãoe stragar as supresas... ainda bem que tenho vc pra conversar hehehehe

Agora deixa eu ir flar um pouco sobre Abraham LInconl!!!;o)

Fernanda Cristina Vinhas Reis disse...

Oi meninas!

Nádia, realmente acho que a série anda dando umas dicas monstro, com aval do autor, claro. Então, agora fico pensando duas vezes quando eles mudam alguma coisa.

Fefa, tem mesmo muita coisa pra falar desse série. Se deixar, eu fico o dia todo falando dela ;D Pelo menso tenho minha amiga Fernanda, que já leu os 5 tb. Com a minha irmã eu falo pouco, porque ela só leu até o terceiro, então não quero dar spoilers. E minha outra amiga Mari ainda está no primeiro.

Olha, eu ainda não sei bem qual é a do Mindinho, só acho que tem sentido aquele negócio dele querer destruir os Stark e os Lannister. Mas não acho que o plano dele seja só casar a Sansa, tem coisa aí, com certeza.

Acho que a Arya vai reencontrar a Nymeria sim. Ela volta e meia sonha com ela. E também acho que os irmãos Stark vão se reencontrar, todos, até o meio Stark ;D E quero muito ver isso, principalmente o reencontro da Arya com a sansa, que partiram se odiando, e da Sansa com o Jon, porque ela não considerava ele como irmão, e começou a valorizar depois. Acho que vai ser muito emocionante.

Beijos!

Fefa Rodrigues disse...

Feee... sabe que sempre que eu leio o PDV de Sansa ou de Arya eu fico pensando se elas não se lembram uma da outra, se elas não pensam uma na outra... estranho que duas irmãs não se preoucpem, mas talvez a gente só eprceba isso quando eventualmente elas se reencotnrarem...

E tbm fiquei pensando no sentido do Sam ter encontrado os dois irmãos Stark em seu caminho... não deve se apenas coincidencia, né!?

Nossa, agora sua observação sobre a possibilidade do Jaime matar a Cersei, não sei, mas acho que vc esta totalmente correta!!!

Ah, obrigada pelos "parabéns"!!:o)
E olha só, estou adorando francês, tenho muito mais facilidade do que pra inglês, e espero conseguir ler Os Miserávies no original!!!:o)

Lucas de Melo Facó disse...


O poder absoluto do Trono de Ferro corrompe moralmente, mentalmente e fisicamente.
Há especulações de que Tysha (a primeira esposa de Tyrion Lannister) seria a irmã mais nova de Gregor e Sandor Clegane. Na minha opinião essa teoria é falha, Sandor teria esmagado a cabeça de Tyrion com uma pedra por vingança.
Sor Harrold Hardyng conhecido pela alcunha de "Harry, o herdeiro" e "O Jovem Falcão" não passa de um típico cavaleiro do Sul da Fé dos Sete: um pavão idiota, rude, prepotente, orgulhoso e arrogante. Ele tem dois filhos bastardos com a idade de 15 anos com duas mulheres diferentes. Um cavaleiro do Vale de Arryn metido a ser o novo Robert Baratheon!
O clã Tyrell sofrem da mesma maldição dos Lannisters: o orgulho, a arrogância, a prepotência e a imprudência.
A obsessão do Clã Martell pela vingança será a sua ruína nos jogos dos tronos.
As Serpentes de Areia (Obara Sand, Nymeria Sand, Tyene Sand, Sarella Sand) terão um fim horrível nas mãos da besta sobre-humana chamada de Sor Robert Strong (Sor Gregor Clegane resnascido do vale da morte e do fogo do inferno através da ciência, magia e alquimia do louco meistre Qyburn).
O eunuco Varys conhecido pela alcunha de "A Aranha" é na verdade um bastardo blackfyre. É o irmão mais velho de Serra, a esposa do ex-mercenário e comerciante Illyrio Mopatis, seu melhor amigo. Illyrio Mopatis e Serra são os pais biológicos de Aegon VI Targaryen (Blackfyre).
O Lorde Walder Frey está moribundo devido a doenças venéreas. Seus descendentes lutam entre si pelo controle das Gêmeas.
Os ataques de guerrilha da Irmandade Sem Estandartes sob a liderança de Lady Coração de Pedra (Catelyn Tully), Thoros de Myr e Cão de Caça (Lem Manto de Limão) colocam em pânico as forças Freys, Lannisters e Boltons em Correrio.
Harrold Hardyng se casa com Alayne Stone (Sansa Stark), mas morre num ataque promovido pelos Clãs das Montanhas da Lua antes de consumar o casamento.
O Alto Septão, a Sagrada Ordem dos Filhos Guerreiros se tornam jogadores na guerra dos tronos em Porto Real contra as forças Tyrell e Lannister.
Sor Lancel Lannister é o campeão da Fé dos Sete contra Sor Robert Strong no julgamento da Rainha Cersei Lannister.
Brynden "Peixe Negro" Tully se esconde em Ilha Quieta com Jeyne Westerling. Então se dirige ao Vale de Arryn em buscar de Petyr "Mindinho" Baelish para formalizar uma aliança com Correrio, ele é escoltado com alguns cavaleiros e acompanhado por Septão Meribald com uma feroz matilha de cães de guarda sob os cuidados de um jovem, alto e forte noviço que fez um voto de silêncio que esconde seu rosto com um capuz negro, mas muito hábil no combate corpo-a-corpo e com armas brancas.
O Vale de Arry está prestes a ser atacado pela Companhia Dourada sob a liderança de Aegon Targaryern com as forças de Dorne.

Priscila Nonato disse...

apesar de todos acharem que esse livro é o pior da serie ,que não alcançou as espectativas e bla,bla ,bla ...
eu diferente de todos achei o livro tão bom quantos os outros ,é diferente sim ,mas é bom .
ja começa de uma forma intrigante e graças a vc eu descobri quem era o tal do alquimista ,e concerteza é ela ,so pode ser .
os povde cersei são os mais reveladores e os mais instigantes concerteza,apesar de toda burrice que ela comete ,é inevital não ficar vidrado em cada passo que essa mulher dela ,a paranoia dela com os TYRELL e principalmente com a Rainha Margaery leva ela a fazer tanta idiotice mas tanta ,o irmão tenta ajudar o tio tb mas pra ela todo mundo é perigoso ,so ela sabe fazer direito e por isso que ela se ferrar ,se fosse mais humilde teria msm reinado de 4 a 5 anos como o propria mindinho disse.
E esse mindinho em acho que ele é tão mal quanto os freys ,pq enquanto os freys dão as caras ele so ficar ali por tras das "cameras " por assim dizer ,maquinando e movendo as peças do jogo ,ele é um dos maiores jogadores se não o maior ,e acho que no final Sansa vai se voltar contra ele ,ele tah criando um inimigo dentro de casa kk.
A gente so percebe no 3º livro que foi ele que começou toda essa guerra ,por assim dizer ,primeiro incentiva lysa a matar o proprio marido ,depois mente sobre a adaga dizendo a catelyn que é de tyrion ,provoca a morte de jofrey ,e ainda a ele que causa a prisão de cersei msmo a mil quilometros de distancia ,não posso negar q ele muito esperto ,isso é .

cersei boba cava a propria jaula entregando tentando incriminar Margaery,sendo que a tal Rainha como vc msm disso deve ser Dany q esta do outro lado do mar ,o valonqar tanto pode ser tyrion quanto jaime ,se me que do jeito que ela anda tratando o irmão e colocando chifre na cabeça dele kkk ñ duvido nada que seja ele a matar ela ,acredito mais ainda pelo ultimo capitulo dele ,aonde ele queima a carta de pedido de ajuda de Cersei.
algunas capitulos de brienne são msm maçantes ,acho que o autor deveria te resumido pra 2 capitulos ou 3,odeio rorge odeio dentadas ,vish é angustiante a luta dela com dentadas ,coitada ,a crueldade desses homens é algo terrivel ,como alguem pode chamar isso de ser humano ?
e na minha opnião brienne vai acabar casando com Podrick Payne ,ia ser um casal estranho ,eu sei ,mas eu ia gostar dessa casal ,e ele no final das contas é o unico motivo pra ela gritar "Espadaaaaaaa" .
e esse tal de Qyburn ex- meistre so cersei msm pra dar trelar pra um desses, abrir os corpos dos vivos ainda para descobrir os segredos da morte,q abisurdoo,tomara que ele tenha um final terriveel e ainda por cima Ser Robert Strong( a montanha ) ó raiva .
to muito curiosa pra saber qual vai ser o destino de jaime ,ele é um dos poucos que eu não consegui criar teorias ,que homem engmatico esse kkk.
Arya sempre surpreendendo ,amo essa garota vei ,ela é pura atitude ,esperta,corajosa,se tudo sair como eu imagino acho que ela vai acabar como Comandante da Guarda real Ui ,sonhei alto agora !
Samwel tarly vai acabar ajudando snow de alguma forma ,casando ele com Dany ou ate msm criando alguma amardilha pra os inimigos de snow ,eleé esperto tenho q admitir , e o que falar da porrada q ele dar em Dareon ,adoreeeei ,to doida pra ver isso na serie .
a familia GREYJOY dar e rende viu , acho que deveria ter mais capitulos sobre essa casa ,asha é tão engraçada,eu simplismente adora ela ,esse jeito dela eu amo vei ,victorion o "corno" assassinou a propria mulher ,aeron cabelo molhado queria saber mais do passado dele (vi uma teoria de que ele tenha sido estrupado quando criança por olho de covo ),e falando em olho corvo não fui com a cara dele desde o começo .
as serpentes de arei (filhas de Oberyn) cheias de atitude em ,falarm tanto de vingança e acabaram morrendo na praia coitadas ,e falando de Oberyn nossa eu ia amar ler um pov desse homem ,tragica a morte dele ,por isso que é ruim cantar a vitoria antes da hora ,não queria que ele morresse ,mas quem escreve é martin e nem eu ,então so me resta aceitar :)

Fernanda Cristina Vinhas Reis disse...

Oi Priscila!

Olha, não acho o livro ruim não, mas é o mais chatinho. Mas ao reler, vi que tem muita coisa interessante nele. Você tem razão, os capítulos da Cersei são mesmo muito reveladores, muita coisa vem à tona nos PDVs dela.

Eu gosto dos PDVs da Brienne, mas acho que você viajou um pouquinho no relacionamento Brienne/ Pod. Acho que a relação deles não tem nada de romântica, é mesmo de admiração, de mestre para pupilo. De certa forma, é isso que Brienne é para Pod.

O Mindinho é mesmo do mal, e pior que todfos, justamente pelo que vocvê falou, que ele fica nas sombras. E não tinha pensado que ele começou a guerra, mas é verdade, se parar pra pensar foi ele mesmo. Agora, o que ele ganha com isso, eu não sei. E só lembrando que eu levantei a hipótese de ele ter entregado Cersei, mas no livro não diz nada, foi só suposição minha.

Também acho que Sam vai acabar ajudando Jon e Dany sim. Não é à toa que ele ouviu falar dos dragões e dela. Nem são à toa os diálogos dele com Maester Aemon. O velho maester sabia o que estava fazendo quando contou tudo pro Sam.

Beijos!

Adriano disse...

Fê, tem um bom tempo que não comento nos seus posts hehehe. Mas enfim, esse livro pode não ser o melhor de todos, mas se faz necessário para as grandes revelações que tem. Como ja te disse gostei bastante da participação da Brienne e da forma que ela desenvolveu. Fiquei puto da vida quando Cat resolve dar um fim nela hehe Quanto a Cersei, neste ela mostra a que veio, mas uma pena que ela se acha esperta mas é meio bobinha. Quanto a essas ligações de Dany e Jon, eu ate consigo enxergar, mas ainda acho dificil de acreditar. E Martin tem o dom de nos surpreender. Temos que esperar. E essa frase de Melissandre de despertar o "dragão" pode ter mais de um sentido, mas pode ser realmente no sentido literal. E de repente venham a surgir mais dragões na istória. E a cada dia fica mais perto da terceira temporada neh? Eu por enquanto nao animei a reler todos os livros ate pq estou lendo alguns outros, mas reli o quinto, e realmente a gente ja conhecendo a istoria, percebe muito mais detalhes que na primeira leitura. Aguardo o seu post do quinto pra gente discutir hehe bjao

Fernanda Cristina Vinhas Reis disse...

Oi Adriano!

Nossa, quanto tempo! Já estava sentindo falta! ;D

Eu semrpe destertei Cat mesmo, e acho que depois de morta ela ficou ainda pior. Tudo de ruim dela: preconceito, arrogância, teimosia, ficou ainda mais acentuado depois da morte.

Eu concordo com você, GRRM tem o dom de surpreender a gente sempre, então tenho que sempre ficar me lembrando que porque eu acho que vai acontecer não quer dizer que vai. Mas não sei quanto ao dragão...pode ser que seja mesmo literal, mas acho difícil, acho que é no sentido figurado mesmo.

Já estou terminando o quinto, e tem muita coisa pra falar. Os posts (acho que vou escrever um só pro Jon, tem muita coisa sobre ele) saem em alguns dias.

Por curiosidade, que livros vc anda lendo? e o que vc acha deles? Quem sabe não me animo a ler também?

Beijos!

Adriano disse...

Hehehe, um post inteiro do Jon? Vc realmente gosta bastante dele neh... esperemos que ele sobreviva então rsrs, mas vou aguardar seu post pra gente comentar. Quanto aos livros, hoje estou terminando de ler "FIOS DE PRATA", de Raphael Draccon, e achei bacana. Comprei tambem os livros de Dragões de Eter, deste mesmo autor por que gostei do estilo e vi alguns comentarios positivos. Antes eu tinha bastante preconceito a respeito da literatura nacional deste gênero, mas mudei demais meu conceito, depois que li livros como os de Jorge Tavares(A guerra das sombras), Eduardo Spohr e agora Raphael Dracon. E também li recente o livro "o clã dos magos" de Trudi Canavan, que tem uma leitura até gostosa, e confesso que fiquei curioso pra saber a continuação da istória. Mas ele faz parte de uma trilogia, e por aqui só foi lançado um. Vamos ver se eles vão lançar os outros. E tenho mais alguns livros comprados e não iniciados a leitura por enquanto, mas quando for lendo a gente comenta.



Otimo FDS pra vc Fê... bjo

Fernanda Cristina Vinhas Reis disse...

Oi Adriano!

Gostar é pouco, eu amo, adoro, sou simplesmente apaixonada pelo Jon ;D Mas não é por isso, não, que eu acho que vou escrever um post só sobre ele. è que tem muita coisa pra falar, desde a suposta quebra do jurmento dele até as minhas teorias. Mas ainda não decidi, vou ver como vai ficar o post primeiro. Se eu perceber que está ficando muito longo, eu divido.

Eu tenho toda a trilogia do Draccon, comprei um tempo atrás, num box bem legal. Acho que vou ler logo, logo. Já li os dois do Eduardo Spohr (publiquei as resenhas já) e adorei. Na última Boenal comprei também o inverno das fadas, da Carolina Munhoz (acho), que é esposa do Draccon. Também já vi alguma coisa sobre o do Jorge Tavares, peguei na mão e me parece bem do jeito que eu gosto.

Olha, eu leio mais literatura estrangeira, mas não tenho nada contra a nacional não. Só acho que falta é divulgalção,

Beijos e bom fim de semana!