domingo, 23 de setembro de 2012

A Mulher de Preto

 

Woman in blackJá fazia um tempo que eu queria ver esse filme. Não por causa do Daniel Radcliffe, apesar de estar curiosa (apesar de estranhar um pouco) para ver ele em algo diferente de Harry Potter, como disse aqui, a Fefa, do Apaixonada por Papel, mas por causa da história, que me chamou a atenção. Em geral, não curto muito filme de terror, mas de vez em quando aparece um que me atrai. Foi o caso deste, que me lembro outro bem legal também, Os Outros, com a Nicole Kidman.

Arthur Kipps (Dan) é um jovem advogado que perdeu a esposa alguns anos antes, e tem o filho pequeno para criar. Para manter seu emprego, ele viaja para o interior da Inglaterra para colocar em dia os papéis de uma propriedade, que será vendida. O que ele não sabe é que a casa foi palco de uma terrível tragédia, e que o lugar tem fama de assombrado. Cada vez que alguém vê a figura da mulher de preto que assombra o local, uma criança da vila morre de forma violenta e misteriosa.

Arthur

Chegando ao vilarejo, Arthur tem que lidar ainda com a desconfiança do povo local, naturalmente supersticioso. E ainda não consegue hospedagem no hotel (ou a aproximação disso) do vilarejo. Mas logo ao chegar, Arthur conta com a ajuda de Samuel (o excelente Ciarán Hinds, o César de Roma, Aberforth de Harry Potter e em breve Mance Rayder em Game of Thrones\o/ Para mim foi uma grata surpresa ele nesse filme), um homem prático e cético, que vive numa mansão com sua mulher, que depois da morte do filho, começou a ter ataques parecidos com convulsões. Mas nesses ataques, há um pouco de premonição também

Sam woman in black

Arthur por outro lado ainda não se recuperou da morte da esposa. Quase não sorri, e a parte mais triste foi logo no começo, quando o filhinho dele mostra o desenho que fez da família, e ele explica que o pai está triste porque é assim que o pai sempre está. Arthur é um personagem introspectivo, calado, cético, mas que quer desesperadamente acreditar que é possível se comunicar com o além, e além disso ele é assombrado pelo fantasma da mulher. Dan segura o rojão muitíssimo bem, e boa parte do filme é ele sozinho no casarão assombrado. Só o que não consigo conciliar é o fato de Dan fazer o papel de um pai, porque ele tem carinha muito de bebê. Pra mim, isso foi o mais difícil de aceitar. Mas não é nada que estrague o filme.

O filme é bem sombrio, o cenário é de total abandono e desolação. O casarão em questão é bem afastado, a ponto de ficar completamente isolado pela maré em determinados horários do dia. A fotografia é belíssima, e reflete toda a desolação, com dias chuvosos e nevoentos. A trilha sonora também é condizente, com poucos e tristes acordes.

Arthur casa

O filme demora um pouco para engatar, mas desde a primeira aparição da tal mulher de preto, é bem tenso. E eu ainda fui inventar de assistir sozinha, à noite. Levei alguns sustos e confesso que fiquei com o coração na boca. Principalmente quando Arthur entrava em um quarto cheio de brinquedos bem assustadores: bonecas de porcelana com a cara triste e já meio envelhecidas, palhaços e macacos bem esquisitos. É por isso e Poltergeist (que eu assisti quando tinha 7/8 anos, e nunca mais. Morro de medo até hoje, e não esqueço algumas cenas) que eu detesto palhaços. Mas isso não quer dizer que eu não gostei do filme, pelo contrário. Ele é aquele tipo de suspense que deixa a gente preso até o fim, eu mal conseguia desviar o olhar da telinha.Ele lembra muito A volta do parafuso, A menina que não sabia ler com toques de Edgar A. Poe, e é baseado num livro de mesmo nome, de Susan Hill, que nem preciso dizer, que mesmo com todos os sustos, fiquei morrendo de vontade de ler, né? Vale a pena.

Aí vai o trailer. Arrepie-se!

Beijos e até o próximo post!

3 comentários:

navirj disse...

Esse filme é bem legal mesmo! Também gostei. E adorei ver o Daniel Radcliffe em outro papel.

Beijo. Ná

Fernanda Cristina Vinhas Reis disse...

Eu também! Mas fiquei morrendo de medo! Mas o filme é legal sim, como um bom suspense de terror tem que ser.

Beijos!

Fefa Rodrigues disse...

Feeeeeee eu tbm curti o filme!!! A Menina que não sabia ler tem filme tbm? o livro minha amiga vai me emprestar, já até pedi e ouvi dizer q é um tanto sombrio!!!