domingo, 8 de janeiro de 2012

Imortais

 

immortals Louca que sou por mitologia e por Henry Cavill (oh aqui em casa…), não podia deixar de assistir Imortais. E, se o filme deixou a desejar de um lado, do outro, não podia fazer melhor.

A história gira em torno de Teseu, um mortal filho de uma escrava e bastardo ainda por cima (aí já errou feio. Teseu era filho de Egeu, rei de Atenas, e de Edra, filha do rei de Trézen, então não era plebeu muito menos bastardo). Ele vive pacificamente com sua mãe, enfrentando o preconceito do povo do local, até que o Rei Hyperion (Mickey Rourke, ainda mais horroroso que o normal e canastrão pra burro), tomado pela dor pela perda da mulher, resolve que vai começar uma verdadeira carnificina na Grécia atrás do Arco de sei lá quem, uma arma que colocará um fim na humanidade. Acaba recaindo sobre Teseu a tarefa de impedir que o rei consiga o tal arco, pois ele é favorecido por Zeus (que já tinha decretado que os deuses não deveriam interferir nos negócios humanos. O que não impede ele próprio e Atena de fazerem isso). Há muito mais da história de Teseu (ele que derrotou o Minotauro, lembra? Até incluíram uma versão mais estilizada disso no filme, mas nada a ver com a mitologia. Para saber mais, clique aqui).

Outra coisa é que o tal arco liberta os Titãs de sua prisão no Tártaro. E mais uma incongruência: ao invés de apenas 12, como diz a mitologia, havia milhares deles. Tudo bem, quer modificar, sem problemas, mas pelo menos fica perto do certo. 12 Titãs já são problema suficiente. Sem contar que, apesar de o filme se chamar Imortais, logo a primeira fala entrega que esses tais imortais encontraram um jeito de matar uns aos outros. Faça-me o favor! Citando a Hermione: imortal significa que você não morre! Então como pode isso!? Ridículo.

E o maior crime de todos. E já vou entregar o final: os Titãs matam Poseidon, Ares e Hélios (que não é um Olimpiano, mas está no Olimpo do filme). Coitadinhos de Percy e Clarisse (e mais um personagem da série, mas vocês só vão saber quem na resenha de The Son of Neptune, que sai em alguns dias). Todos órfãos! E mais um feito: como se mata um deus? Só no filme mesmo.

teseu Mas, se em termos de história, o filme é fraco demais, por outro lado, é beeeeem satisfatório. Teseu até pode ser filho de rei, ou de escrava, tanto faz. Mas Henry Cavill com certeza é filho e Afrodite ou Apolo. Fala sério, vem ser gostoso assim aqui em casa! E ele não está sozinho. Também dá pra se deliciar com Stephen Dorff, que não muda nada desde que fez o vampirão do mal em Blade (o primeiro, o único bom) ou o namorado de Alicia Silverstone no clipe de Crying, do Aerosmith (repara no carinha que rouba a bolsa dela e depois leva uma surra: Josh Holloway!) e aqui faz Stavros. Ele é tudo de bom também, mas Teseu é o cara. Se Chuck Norris vivesse na Antiguidade, levaria um surra de Teseu. Nesse quesito, o figurino ajuda muito. E para os leitores do sexo masculino, não se preocupem. Fedra, a mulher de Teseu (na mitologia. No filme ela é oráculo, e tem que ficar pura, mas não resiste – e dá pra culpá-la?) e Atena também tem um figurino bem revelador. E como diz minha amiga Mari, que foi assistir comigo, não vou ao cinema pra ver gente feia ;D.

stavros

Em termos de ação, o filme vale a pena. E quando eu disse carnificina, eu não estava brincando. É sangue pra todo lado. O que não é problema nenhum para quem está acostumada a ler Bernard Cornwell e George R. R. Martin. Pra mim, até que não foi tão sangrento.  Se você gosta de ação, então com certeza vai gostar do filme. E, tirando as inúmeras licenças artísticas, o filme é bom entretenimento. Aí vai o trailer:

 

Beijos e até o próximo post!

10 comentários:

Carissinha disse...

O filme de decepcionou demais. Esperava um show de filme, mas é cheio de incongruências e o roteiro é fraco. Valeu pelo gato, maravilhoso do Cavil.

Beijos!

Luana disse...

Oi Fe, ta dificil acompanhar todas as suas novidades... risos... final de semana eu TRABALHEI, acredita? Oh vida!!

Eu acompanho seus comentarios por aqui, pode responder aqui ou no meu blog, como voce quiser!

beijao e boa semana!

Gabi Castro disse...

JESUS CRISTO!!! Ataque tanquicardiaco! Minha nossa senhora! Henry Cavill estava lindo em The Tudors, mas neste filme... Jesus! O filme pode ser um lixo, mas eu vou lá assistir!

Comentando agora sobre Os Imortais: como assim Poseidon morre? Deuses não morrem! E Atena, com figurino revelador? Mas ela é a deusa virgem, não pode! Xiii, este filme tah pecando... Acho que só vai valer a pena por causa do Teseu mesmo...

P.S.: que foto é essa? Fê, onde vc encontra estes colírios? kkkk Lindo demais!

Fernanda Cristina Vinhas Reis disse...

Oi Carissa!

É, só vale mesmo por ele. De resto...Não tem nem comentários.

Beijos!

Fernanda Cristina Vinhas Reis disse...

Oi Luana!

É, vai pra Jordânia, dá nisso...Hora extra :=D Brincadeirinha...Bem que eu queria viajar nessas férias, mas não vai dar. Eu saí do meu antigo emprego (graças aos deuses, eu detestava aquele lugar) e estou esperando a resposta de uma outra escola que eu fiz teste semana passada. E se eu passar nas outras fases (dinâmica de grupo, entrevista, etc), o treinamento começa semana que vem. Então, bye bye praia.

A solução então é viajar com você, nos seus posts maravilhosos! Estou louca para ler o próximo!

Beijos!

Nanda disse...

Ei Fê,

Eu devo assistir em breve, meu namorado já me falou que quer ver.
Bom saber que tem altos e baixos na história mas a parte de ação é boa. Já vou preparada rsrs.
Nossa senhora, babei na foto do ator kkk

bjos

Fernanda Cristina Vinhas Reis disse...

Oi Gabi! Oi Nanda!

ë meninas, só vale mesmo pelo Henry Cavill. A história é fraca e mutila demais a mitologia. Não é como Percy Jackson, que faz uma brincadeira divertida, mas no fundo acaba ensinando muita coisa. Os deuses devem estar furiosos com esse filme :D.

Gabi, as fotos eu peguei no Google. Só botar o nome do filme e vem um monte. O difícil é escolher ;D

Nanda, se o seu namorado gostou de 300 (que eu não assisti) ele provavelmente vai gostar, porque segue a mesma linha até onde eu sei. Você se delicia com outras coisas ;D

Beijos!

Fefa Rodrigues disse...

Fêêê... voltei!!! hehehe.... nossa e que maravilha chegar aqui e encontrar Henry Cavill hauhauhauhau.... seu blog é sempre inspirador!!!!

Ai ai... bom, quanto ao filme, eu ainda não vi mas pretendo ver... só que meu namorado ja viu e fez mais ou menos os mesmos comentários que vc... exceo com relação ao Henry Cavill e companhia hehehehe.... mas, falando sério, ele tbm falou desses deslizes acerca da historia "real", digamos assim... eu não entendo muito de mitologia, então pra mim talvez não seja tão nitido, mas ele ADORA mitologia, então se incomodou um pouco com as alterações...

Bem... nós vamos assistir (ele vai de novo comigo hehehe), acho que, como vc disse, rpa entretenimento dá rpa encarar né... senão a história, o Henry vale a pena, sempre!!!! :o)

Fefa

Anônimo disse...

Assisti o filme e gostei bastante. A história em si é bastante fraca. Mas os efeitos, principalmente em 3D são fantásticos. Claro que sou admirador da mitologia grega e nesse quesito o filme pecou bastante. Mas enfim, as cenas de luta foram épicas. Principalmente deuses detonando alguns humanos "quem viu sabe a parte". E como vocês garotas falam do ator, eu como homem não posso deixar de elogiar Atena. Isabel Lucas é a Atena que eu pedi aos deuses. Embora fuja um pouco dos padrões.

Fernanda Cristina Vinhas Reis disse...

Oi!

É, em termos de ação , o filme é bem legal mesmo, mas o assassinato da mitologia doeu demais. E você term razão, Atena é muito bonita mesmo. Mas prefiro me concentrar em Teseu;D

Beijos e volte sempre!

Fernanda