sexta-feira, 9 de abril de 2010

A Conspiração Franciscana

 

Conspiração franciscana A Conspiração Franciscana é uma versão fictícia mas extremamente verossímil para explicar o roubo dos restos mortais de São Francisco de Assis e o aparecimento dos estigmas em seu corpo.

Tendo como pano de fundo o caos da sociedade italiana em pleno século XIII, em que a pobreza extrema do povo contrastava com a opulência dos comerciantes e dos altos escalões do poder religioso, este romance traz à tona uma armação da Igreja para encobrir um fato que poderia abalar para sempre a fé no santo de Assis.

Recusando-se a levar esse segredo para o túmulo, frei Leo – um dos companheiros mais próximos de São Francisco – deixa uma estranha mensagem ao eremita Conrad de Offida, incitando-o a investigar minuciosamente a vida e a morte da fundador da Ordem.

Cedendo ao último pedido do amigo, Conrad parte em busca de respostas e se vê pedido em um terrível labirinto que parece não ter fim. Em cada etapa. ele é forçado a enfrentar seus medos mais profundos para encontrar a verdade e salvar sua própria vida.

A Conspiração Franciscana prende o leitor da primeira à última página numa trama emocionante, repleta de inesperadas reviravoltas.

Como todos os outros livros que tratam de algum dogma da Igreja, ou que fala de alguma conspiração dela, é claro que A Conspiração Franciscana chamou minha atenção. Além, é claro que eu, como veterinária, sou bem pegada a São Francisco de Assis, que para quem não sabe, é o santo protetor dos animais, e também padroeiro dos veterinários (todo veterinário que se preze é devoto de São Francisco).

Uma coisa chama a tenção de cara. Ao contrário de O Código Da Vinci ou O Último Templário, ele se passa todo na Idade Média, com apenas alguns anos de separação dos fatos no tempo. Entre o roubo do corpo do santo e a investigação de Conrad passam-se somente uns cinquenta anos.

E, ao contrário também dos outros, o investigador é frei Conrad, eremita extremamente fanático, na minha opinião. Ele acredita, por exemplo que tomar banho é um ato altamente pecaminoso, pois assim estamos expostos à nossa própria nudez. Tudo bem que naquela época as pessoa não tinham as nossas noções de higiene, e realmente não tomavam banho com frequencia, mas daí a passar cinquenta anos com a mesma túnica, sem nunca lavar é demais (imagina a catinga…). Conrad é absolutamente firme em suas crenças e não aceita nenhuma opinião diferente da sua, fato que muitas vezes o coloca em posições delicadas.

A seu lado na investigação está Amata, jovem com um passado violento e com sede de vingança. Mulher forte e destemida, começa a história num convento, mas não é lá muito fã da Igreja (e ela tem bons motivos para isso). Mesmo sendo o oposto de Conrad, acaba firmando com ele uma amizade verdadeira e profunda.

Conrad ainda conta com a ajuda de Donna Giacoma, senhora nobre e muito respeitada. Gosto dela porque ela dá uns bons safanões em Conrad devido a sua aparência (nhaca mesmo), e Orfeo, jovem de Assis que tem uma ligação com Amata, e amigo pessoal do papa Gregório X. Do outro lado está frei Bonaventura, que junto com outros frades, é responsável pela conspiração envolvendo o roubo do santo.

A história é complexa, com várias tramas paralelas (que eu pessoalmente prefiro), mas o ritmo é meio devagar. Melhora na segunda parte, mas o começo não é fácil. E acho que o tal segredo também deixa a desejar. Podia ser mais cabeludo (com certeza não é algo que pode abalar a história do mundo, pelo menos pra mim). Nesse sentido, O Código da Vinci (e outros do gênero) são melhores. Mas para quem gosta de teorias conspiratórias é uma boa pedida.

Nota histórica

São Francisco de Assis nasceu em Assis, na Itália, em 1181 ou 1182 e morreu em 3 de outubro de 1226. Após uma vida de luxo e farra, renunciou a tudo, passando a viver na pobreza e pregando que o Evangelho deveria ser seguido à risca. É um marco muito importante na História da Igreja porque na sua época, os monges ficavam isolados nos mosteiros. São Francisco pregava abertamente, de forma itinerante. Isso o aproximava do povo. Foi canonizado menos de dois anos após morrer. Foi o primeiro santo a ser estigmatizado, quer dizer, a ter no corpo as mesmas feridas de Cristo crucificado, mas isso só foi revelado depois de sua morte. Dizem que quando ele morreu, aves pousaram no telhado de seu eremitério. Frei Elias relatou seu desaparecimento e também os estigmas, e o povo veio a Assis para homenageá-lo, e muitos queiram examinar seu corpo para confirmar os estigmas.(Fonte: São Francisco de Assis)

Se você gostou de A Conspiração Franciscana, pode gostar de:

  • O Código Da Vinci – Dan Brown
  • Anjos e Demônios – Dan Brown
  • O Último Templário – Raymond Khoury
  • Trilogia Força Sigma – James Rollins

7 comentários:

oglorioso disse...

Acabei de ler esse livro. Realmente esperava mais desse segredo.
Mas no geral é um bom livro que até me fez dar risadas em algumas ocasiões

Julien De Lucca disse...

Nossa... Doutora, com todo respeito mas apesar de seu nome ser longo e ter esse ar de super importante, eu vou te chamar de Fernandinha minha vida inteira heheheh Tudo bom, mulher? Sonhei com o seu pai (!!) e resolvi dar uma procuradinha na internet e aí estão vocês. Bom ver que tá tudo bem com todo mundo e que ótimo que você goste de ler coisas sobre fantasia pois eu acabei de terminar meu primeiro romance (esse é sério e tem mais de 20 páginas, e não fala sobre ninguém da classe hehehehe). Me escreve! julien.delucca@gmail.com

Beijoca!
JDL

Anônimo disse...

oiii!!
estou lendo o livro e concoro com vc acho q esse segredo deveria ser algo mais escandaloso para os dogmas da igreja!!Adoro livros desse estilo bem polemico q contem fatos religiosos!!!!bjo e parabens pelo seu blog!!

Fernanda Cristina Vinhas Reis disse...

Olá para você!

Não sei quem você é, mas obrigada pelo comentário. E eu também gosto muito de livros desse estilo, mas esse em particular me decepcionou um pouco.

Beijos e volte sempre!

Fernanda

Anônimo disse...

conta qual o segredo por favor

Fernanda Cristina Vinhas Reis disse...

Olá!

Olha, não vou falar qual o segredo porque: 1. faz tempo que eu li, nem me lembro mais; e 2. não vou dar spoiler assim, Quer saber qual é, leia o livro.

Beijo!

Fernanda

Deborah Jager disse...

linkei seu post no meu blog =)