sábado, 27 de agosto de 2011

Faixa a faixa – Chantal Kreviazuk – What if it all means something

 

chantal what if Já comentei que ela é uma das minhas cantoras favoritas. Infelizmente, ela não é muito conhecida aqui no Brasil, apesar de ser a rainha das trilhas sonoras. Você provavelmente já ouviu alguma música dela, mas não sabia de quem se tratava. Chantal Kreviazuk está na trilha sonora de filmes como Armageddon, O Pequeno Stuart Little 2, Quatro amigas e um jeans viajante e Como perder um homem em 10 dias. Aqui, resolvi divulgar um pouquinho do trabalho dela.E escolhi este álbum porque é o único original que eu tenho, todos os outros eu baixei. Isso porque não encontro aqui nada dela. Esse original veio da Inglaterra, trazido pela minha irmã, que foi para lá nas férias e voltou feliz da vida com essa preciosidade na mala. Meu pai vive provocando a gente dizendo que só nós duas (e mais a minha amiga Mari) conhecemos ela, mas também gosta muito dela. E se você gostar também, vai ter que fazer como eu e baixar ou usar seu cartão de crédito para importar.

Chantal Kreviazuk é canadense, e faz um pop de excelente qualidade. Ela compõe (e é excelente letrista) e toca piano e violão, além de ser dona de uma voz lindíssima. E ser casada com o gatíssimo Raine Malda, vocalista de outra banda que eu amo, mas que ninguém aqui conhece, o Our Lady Peace. Eles se conheceram em 1996, em um show do Pearl Jam. Olha o casal aí, e depois eles e seus filhos (eles têm três meninos).

chantal   raine

chantal   kids

raine   son

E também já trabalhou com Avril Lavigne, escrevendo e produzindo faixas do CD Under My Skin, de Avril.E você deve estar se perguntando como foi que eu conheci Chantal, certo? Lembra que eu falei que ela é a rainha das trilhas sonoras? Pois então, foi justamente por causa de uma trilha sonora que eu a conheci, a de Dawson’s Creek, que eu adorava e que era uma série que tinha uma das melhores trilhas do mundo.

Como no post de Meat Loaf, eu vou linkar todas as faixas, com exceção das duas primeiras, que tem vídeo original. Faço isso porque todas as músicas dela são boas, e isso é só uma pequena mostra delas. Então aí vai:

  • In this life – mais um exemplo de música saída de trilha sonora. Neste caso, de Smallville. É uma das minhas favoritas. A letra trata das dificuldades de relacionamento, de distanciamento, mas também, da possibilidade de reaproximação. Gosto das variações de ritmo dela, começando mais calma, mas subindo no refrão, depois acalmando um pouco. Veja o clipe aí embaixo;
  • Time – uma das melhores músicas de todas, na minha humilde opinião.E é mais uma de trilha sonora, desta vez do filme Grande menina, Pequena mulher, com a Brittany Murphy a Dakota Fanning . O filme aliás, é muito bonitinho, faz a gente chorar. O começo, com o piano tocando, o ritmo calminho, tudo conspira a favor dela. E a letra é uma das melhores também que eu já vi. Ela colocou um diálogo muito criativo no meio dela, além da mensagem, muito bacana:

I'm down on my knees
I'm begging for all your sympathy
But you (I'm just an illusion)
You don't seem to care (I wish that I could)
You humble people everywhere (I don't mean to hurt you)

 

  • What if it all means something – musiquinha calminha, com vocais lindos e piano. Adoro o jeito como Chantal faz o refrão.
  • Julia – eu sei que falei que ia linkar todas as faixas, mas não achei nenhum vídeo desta. Quer dizer, até achei, mas não estava disponível. Bem, de qualquer jeito, é uma música bem gostosa, que ela escreveu para Julia Roberts, acho (não sei porquê).
  • Flying home (Brenda's song) – essa ela escreveu para uma prima que faleceu, se não estou enganada. E se você prestar atenção na letra, vai ver que tem tudo a ver. Aliás, a morte dessa mesma prima, que afetou muito a cantora, mesmo após muitos anos (ela morreu na adolescência, acho) inspirou outra música, Ghosts of you, do álbum de mesmo nome, mas posterior;
  • Weight of the world- mais uma de filme, agora de Como perder um homem em 10 dias, com a Kate Hudson e a delícia Matthew McConaughey. Batida pop e leve, e vocais, para variar, ótimos. Adoro o refrão também;
  • Waiting – também mais calma, mas ela sobe um pouco no refrão. Ela tem uma paradinha (bridge, em inglês), que eu gosto muito. Vocais muito bem executados também;
  • Ready for your love – batidinha mais pop, até lembrando música oriental, e muito gostosa. De novo, vocais muito bem executados, com várias vozes;
  • Morning light – musiquinha preguiçozinha, bem gostosa. De novo, os vocais tem várias vozes, e eu adoro o trocadilho do refrão;
  • Miss April – adoro essa música! A batida é bem pop, bem gostosa, mas a letra fala de uma antiga diva qualquer, que já perdeu seu brilho, mas que ainda tenta viver do passado. História para lá de comum, ainda mais em Hollywood, mas Chantal a conta com delicadeza;
  • Turn the page – música mais melancólica mas com um jogo de palavras belíssimo, poesia pura:

I'm hiding from the morning
Inside the dead of night

  • Feels like home – da trilha de Dawson’s Creek (está no CD1) e também de Como perder um homem em 10 dias, por isso, talvez vocês conheçam (ela toca quando a personagem de Kate Hudson foi passar um dia na casa dos pais de Matthew McConaughey. Ela está sentada olhando o rio). E é por causa dela que hoje eu gosto tanto de Chantal.  Foi a primeira que eu ouvi dela. Baladinha tranquila, com piano maravilhoso e um solo de guitarra bem melancólico, que até lembra um pouco as músicas country de Shania Twain e LeAnn Rimes (eu pensei até que ela era cantora country). É faixa bônus do CD.

Bem, é isso. Espero que assim dê para vocês conhecerem um pouquinho dessa cantora maravilhosa. E ainda vem mais posts dela por aí, aguardem! Beijos e até a próxima!

Um comentário:

miGuel pesTana disse...

Oi Fernanda.

Obrigado por teres me dado a conhecer esta cantora com uma voz única.

Sinceramente, o que mais gosto no mundo da música, é descobrir novas vozes, novos sons, mesmo os menos conhecidos.

A musica "Time" já ouvi 3 vezes!!

Abraços da Madeira =)