sábado, 20 de agosto de 2011

Big Fish – Peixe Grande e suas histórias maravilhosas

 

big fish small Acho que já mencionei antes, mas um dos meus cineastas preferidos é Tim Burton. E um dos meus filmes preferidos de todos é Peixe Grande e suas histórias maravilhosas. Me apaixonei por ele já na primeira vez que assisti. Gosto tanto que o papel de parede do meu computador é essa foto aí do lado.

Ele conta a história de um homem em busca de conhecer seu pai, que já está morrendo. O pai, Edward Bloom (papel de um dos meus atores preferidos, Ewan McGregor), é um contador de histórias fantásticas e seu filho acha que tudo não passa de invenção. Daí querer saber a verdade de tudo o que aconteceu.

A trama parece simples, mas ela se divide em diversas subtramas, que se juntam no final. Tudo para contar a história maravilhosa desse homem extraordinário que é Edward Bloom. Mas o que ele faz é dar um pouco mais de cor e emoção a suas aventuras. E bota cor nisso. Sempre que a narrativa se volta para as peripécias de Edward Bloom, os cenários ganham cores vibrantes e fortes. Tudo é mais vívido. E as cenas são belíssimas. Entre as quais destaco:

time stops 

time stops 2

daffodils

back from war

As primeiras são as que mais gosto, quando ele diz que quando a gente encontra o amor verdadeiro, o tempo pára. E é exatamente quando ele vê Sandra pela primeira vez, no circo. Depois, quando ele finalmente vai ao encontro dela, levando suas flores preferidas, os narcisos, logo antes de levar a surra de uma vida. E a última quando ele volta da guerra, depois de ser dado como morto. Todas muito delicadas e visualmente ricas. E sem uma fala, dizem tudo.  Mas elas são só algumas. O filme como um todo é lindíssimo e cheio de momentos memoráveis.

jenny Assim como os personagens. Edward Bloom é o centro de tudo, mas não podemos esquecer de Jenny Hill, interpretada pela diva Helena Bonham-Carter. Nepotismo à parte (ela é casada com Tim Burton, pra quem não sabe), ela arrasa como sempre. Ela também faz a bruxa do começo, mas está quase irreconhecível. Ela, como Jenny, é a filha do prefeito de Spectre, o segredo mais bem guardado do Alabama. Desviando um pouco do assunto, essa é a única parte do filme que não é muito clara para mim. Da primeira vez que Edward chega em Spectre, ele chegou cedo demais. E da segunda muito tarde. E sempre que ele vai parar lá, é depois de algum perigo grande. Associo a alguma internação, mas ao mesmo tempo a cidade é real, então não consigo entender. Talvez eu esteja tentando ver coisas onde não existam, mas não acho que seja à toa. Tudo o mais no filme tem um significado.

Voltando aos personagens, não dá para deixar de mencionar Karl, o gigante que amedronta a cidade de Ashton, e que é o companheiro de Edward em boa parte de suas andanças. O triste é que o ator que o interpreta, Matthew McGrory, faleceu ou durante a pós-produção ou logo depois do filme.

giant

E ainda Mr. Calloway, o dono do circo que emprega Bloom, interpretado por Danny DeVito. Ele esconde um segredo, que Edward descobre. E no caso dele a metáfora do lobo é bem clara. E as gêmeas, que ajudam Edward a fugir da China, e finalmente o poeta Norther Winslow, interpretado pelo esquisitão Steve Buscemi.

Calloway

gêmeas

norther winlsow

Aliás, as interpretações todas são exemplares. Também, com um elenco desses, que ainda conta com Billy Crudup (de Comer, Rezar, Amar), Marion Cotillard (A Origem), Albert Finney (de O Ultimato Bourne e Erin Brockovich) e Jessica Lange fica fácil. Tudo isso, associado ao visual belíssimo, fazem do filme um lindo conto de fadas. E ele é baseado em um livro de mesmo nome, de Daniel Wallace. Claro que morro de vontade de ler, mas nunca vi o tal. E o filme ainda conta com uma trilha sonora maravilhosa, com direito a Eddie Vedder (vocalista do Pearl Jam) nos créditos finais.

i don't think i'll ever dry out

Deu para perceber que é realmente um dos meus preferidos, não? Um filme delicioso e emocionante. Desafio qualquer um a não chorar. Ou pelo menos ficar com os olhos marejados. Aí vai o trailer:

7 comentários:

Anônimo disse...

Onde vendo o livro "big fish" ?
Estou precisando muito, obrigada

Fernanda Cristina Vinhas Reis disse...

Olá!

Eu nunca vi, deve ser bem difícil de achar. Se você encontrar, por favor me diga, que eu quero muito ler :)

Fernanda

Letras Unisuz disse...

Olá, gostei da postagem. Já assisti este filme, é maravilhoso! Mas também gostaria muito de lê-lo. Estou pensando em fazer um trabalho na faculdade Se alguem souber... =D'
bjs,
Rayssa.

Fernanda Cristina Vinhas Reis disse...

Oi Rayssa!

Obrigada! Olha, eu queria muito ler também, mas nunca encontrei o livro, nem em formato digital. Legal a sua ideia de fazer um trabalho pra faculdade. Espero que dê tudo certo.

Beijos e volte mais vezes!

Fernanda

Henryeth disse...

Eis o link do livro: http://www.livrariasaraiva.com.br/produto/2242027/peixe-grande-uma-fabula-do-amor-entre-pai-e-filho/?ID=BB303C0A7DB0C050B0C0D0163&utm_source=lomadee&utm_campaign=lomadee&utm_medium=lomadee&PAC_ID=30393

Fernanda Cristina Vinhas Reis disse...

Obrigada!

Faz muito tempo que eu quero ler esse livro!

Beijo!

Fernanda

Anônimo disse...

Oi! Não sei se vcs encontraram o livro mas ele foi publicado pela Rocco:
http://www.rocco.com.br/livro/?cod=728