domingo, 23 de junho de 2013

GoT 3x10 – Mhysa – parte 2

 

ATENÇÃO! SPOILERS SE VOCÊ NÃO LEU OS LIVROS!

GoT 3

Continuando o post, que ficou enorme, depois de deixar Bran e cia,  Sam chega a Castle Black e vai direto falar com Maester Aemon. E logo quer se explicar, pois sabe que chegar em Castle Black com Gilly parece no mínimo suspeito. Gilly tenta ajudar, mas o velhote é cego, mas perspicaz como ninguém. Que bonitinho ele falando que ela tem nome de flor! (só para constar, o nome que deram em português para ela, Goiva não tem nada a ver com isso. significa formão para esculpir madeira, ou num regionalismo, leito profundo e estreito de uma corrente. Fonte: Goiva – definição. Assim já disse que sou radicalmente contra a tradução de nomes, mas se for fazer, pelo menos respeita isso. Coloca o nome de uma flor também, caramba!). E ela também já fica meio que encantada pelo simpático velhinho (como não?). Essa cena, aliás, concentrou toda a fofura do episódio. A hora que ela fala que o nome do bebê é Sam, a carinha dele foi a coisa mais cutsie do mundo. Inversão interessante aqui. Quando Maester Aemon questiona se Sam lembra do juramento, e Sam começa a recitar (“Night gathers, and now my watch begins…me arrepio toda vez que eu vejo. Amo esse juramento, acho lindo), é Sam que lembra ao velho maester que um dos deveres da Patrulha é “guardar os reinos dos homens”. E achei legal que aqui transcreveram e colocaram na boca de Sam o que Lorde Comandante Mormont disse: “Não se constrói uma muralha de setecentos pés para impedir que selvagens em peles roubem mulheres. A Muralha foi feita para guardar os reinos dos homens…” (ASoS, edição pocket americana, capa azul, p. 450).

Sam   Gilly   Aemon 3x10

E logo depois, as saber que “a noite está caindo”, o Maester já pede tinta e uma pena, e quem leu já sacou o que vinha. A carta contando que os white walkers está acordando, e que marcham para o sul. E eles enviarão todos os corvos.

Davos 3x10Corta para Davos, lendo cartas junto a Shireen. e sabemos mais um pouco da história de Westeros com Shireen também, contando sobre Balerion. E quando Davos começa a ler a carta de Sam, como um presságio, começam a tocar os sinos. Que em Westeros só podem sinalizar uma coisa. E no caso, é a morte de Robb (deixa, Stannis. Só uma coisa: the North remembers. Quanto tempo você acha que vai durar quando Jon descobrir que você teve um dedo – ou melhor, uma gota – na morte de Robb?). Davos logo percebe que Melisandre quer levar o crédito (apesar de ela dizer que não. Eu acho que ela tem uma parcela de culpa sim) pela morte de Robb, e o velho pirata logo se opõe. E não tem medo de falar o que quiser na frente dela. Ela não disfarça o ceticismo com que encara a religião dela, e aponta para Stannis o erro de unificar os Sete Reinos pela magia. E logo cita a mesma história que Shireen menciona antes, da conquista de Westeros por Aegon Targaryen nas costas de Balerion. Stannis soa cada vez mais com um menininho mimado que ficou sem o pirulito (ninguém me ama, ninguém me quer, mimimi) e diz que usará qualquer arma que tenha à disposição para recuperar o reino. Acho isso muito estranho para um homem com tantos escrúpulos, a ponto de renegar bebida, sexo e alegria em geral. Por outro lado, ele pode negar o quanto quiser, mas soltou Davos exatamente porque sabe que Davos se opõe ao sacrifício de Gendry, e que o velho pirata não vai deixar isso como está.

Davos   Gendry 2 3x10

E é nessa hora que Davos mostra a carta de Sam a Stannis, e alerta para o perigo que está por vir. E esqueci de dizer que Davos, diferente de Stannis, percebe a mudança que se opera em seu soberano. Davos sabe que Stannis sozinho não sacrificaria o sobrinho, mesmo sendo bastardo. Stannis, se mais nada, é – ou era – muito justo. Mas é irredutível quanto a matar Gendry. Mas Davos, que já havia ficado amiguinho de Gendry, em uma cena que eu amei, eles falando sobre suas vidas em Flea Bottom (atuações excelentes, aliás. E um pouco de humor negro de Gendry. Show!), solta o segundo bastardo mais desejado de Westeros (preciso dizer quem é o primeiro? Smiley piscando) para alegria e felicidade nossa e de Arya, claro, que mesmo distante, certeza que não quer que ele morra. E sim, me refiro ao fato de achar que eles vão se reencontrar e mais um pouquinho mais lá no futuro. Sinceramente, eu acho que essas cenas entre Davos e Gendry foram alguns dos pontos altos desse episódio. Liam Cunningham e Joe Dempsie estão simplesmente fantásticos em cena. E assim, Gendry parte, para onde, só os Sete sabem. Pitaco meu: o destino era King´s Landing, mas acho que em algum lugar seu caminho irá se desviar e ele não irá para lá. Afinal, na minha humilde opinião, ele ainda tem que se reencontrar com a Irmandade Sem Fronteiras, e ir parar lá naquela estalagem, cuidado dos órfãos. E mais tarde encontrar Brienne também. Mais um pitaco, dessa vez sobre o livro: eu acho que seria muito legal que ele encontrasse Nymeria também nesse meio tempo, e quando reencontrasse Arya ele estivesse com sua loba. #wishfulthinking

Davos   gendry 3x10

Mais tarde, Davos vai atrás de Stannis e enfrenta as consequências de seu ato. E mais um embate ocorre entre e Mulher Vermelha e Davos. Não vejo a hora dela quebrar a cara, sério. Ela se acha tão segura de tudo, e está tão enganada…Mas isso é outro assunto. E eu me enganei ali em ciam, é nessa hora que Davos entrega a carta a Stannis. Ao saber da traição de Davos (OK, porque eu amo Davos por ter salvo Gendry não quer dizer que não foi traição), Stannis o sentencia à morte. Ao que Davos responde mostrando a carta e dizendo que Stannis vai precisar dele. E a cara de Stannis ao descobrir que Davos sabe ler foi sensacional. Espanto geral. E nesta hora também ocorre uma inversão interessante. Melisandre, que até ali apoiava a Mel   Stannis   Davos 3x10morte de Davos, ao ler a carta muda de ideia e vê no fogo que Davos realmente será necessário. Me fez pensar. A fala de Melisandre ao queimar a carta e olhar no fogo é: “A morte está vindo para todos nós. Só você pode detê-la. Mas não sozinho.” (SPOILER) Mel com certeza está fazendo menção ao fato de achar que Stannis é Azor Ahai renascido. Quem me acompanha sabe que eu acho que ela está redondamente enganada, e AA é na verdade Jon. Veja aqui - Jon Snow e a Quebra do Juramento uma das minhas teorias malucas (mas nem tanto Smiley piscando) sobre isso. O que eu fiquei pensando é que talvez Davos tenha um papel maior que simplesmente encontrar Rickon. Será um spoilerzinho da série para o livro?

imageVoltando à Muralha, Jon chega mais pra lá que pra cá. E quem vai encontrar Jon? Sam e Pyp. Não sei se já falei antes, mas acho que há 3 irmãos de Patrulha que Jon pode confiar com a vida: Sam, Pyp e Grenn. Havia Edd também, mas (SPOILER) Edd morre defendendo os portões de Castle Black. Eles formam um vínculo muito forte depois que Jon começa a ensiná-los a lutar. E aqui fica a minha dúvida: vão matar Edd e Grenn na série? Porque nos livros eles voltam pra Castle Black, mas Maester Aemon diz em sua carta que somente Sam retornou. OK, vamos dar um crédito e manter a esperança, já que Sam não sabe se os outros estão vivos ou não. E depois eles dois, Grenn e Pyp, quero dizer, terão um papel importante no futuro. E a cena acabou aqui. Vou falar mais um pouco sobre isso daqui a pouco.

Dany 3x10E terminando o episódio, Dany está nos portões de Yunkai, depois de ter conquistado a cidade, na expectativa do que irá acontecer. Tensão palpável no ar. E pela primeira vez Dany se pergunta se fez a coisa certa, talvez eles não quisessem ser conquistados. Ser Jorah lembra que ela não os conquistou, mas libertou. Finalmente uma multidão maltrapilha sai dos muros da cidade, e se dirige a Dany. E pára para ouvir seu discurso libertador. Mais tensão, até que finalmente um deles grita “Mhysa” e é aí que Dany percebe que ã multidão não quer seu mal. Mhysa é ghiscari para bolsa família, ops, mãe (desculpa, Leandro, eu tive que me apropriar da piada! Muito boa pra deixar passar! Smiley piscando). E Dany parte pra galera, antes mandando seus dragões voar. Juro que pensei que ia rolar um Dracarys, mas nada. Acabou assim. Cena na minha opinião tosca e sem sentido. O que valeu aqui: a música, linda. Mas de resto, dispensável. E como uma leitora do Drunkwookieblog, a Luiza, que também tem um blog, o Gueixa Metálica, comentou, um episódio que tem o nome como referência a Dany deveria dar mais destaque a ela. Colocar uma cena dela, de poucos minutos e xoxa desse jeito no final foi só mesmo para justificar a presença dela.

Dany 3x10 2

Fazendo um balanço, o último episódio foi meio fraco. Claro que será muito difícil conseguirem novamente o nível de The Rains of Castamere, mas eu esperava mais. Houve altos e baixos, o episódio começou bem, mas logo caiu no marasmo e enrolação. Para ter um final assim, era melhor colocarem o nono episódio como final e terem explorado melhor a relação de Jaime e Brienne, também de Gendry e Arya e Sam e Gilly. Também poderia ter colocado Mãos Frias e estendido a estada de Jon com os selvagens. Ou terminar com o ataque dos selvagens em Castle Black. Faltaram cliffhangers, e aquele gostinho de quero mais, e  para ontem, que tivemos no final da temporada passada. Claro que a terceira temporada só cobriu parte do terceiro livro, mas ainda assim poderiam ter deixado muitos ganchos para a próxima temporada, como um certo casamento (e por falar nisso, sento falta dos Tyrell no season finale) que ainda está por vir, o próprio ataque a Castle Black, e o resultado final do Red Wedding (quem leu sabe do que estou falando, a cena final do livro, mas não vou falar mais). Seria mais digno do nível da série. E um aproveitamento melhor do próprio texto de GRRM.

Já sobre a temporada em si, começou com ritmo mais arrastado, mas depois foi ficando cada vez melhor, com exceção deste último episódio. Muitas reviravoltas, como no livro, e muitas surpresas, mesmo para quem leu o livro. O que é muito bom. Introdução de bons novos personagens, como Lady Olenna e Daario. Confesso que não terminei essa temporada com a mesma síndrome de abstinência do ano passado. Claro que quero que esse ano passe logo e abril de 2014 chegue logo, mas não do mesmo jeito que fiquei depois do final da segunda temporada. Mas gostei, achei a temporada muito boa, cheia de spoilers e surpresas.

Peço desculpas pela demora, mas esse final de temporada coincidiu com o final do semestre também. E com muitas coisas na cabeça, eu tive dificuldade em encontrar inspiração. Acho que o desgaste que o nono episódio me causou também tem uma parcela de participação. E, acredite, não só este post, mas tenho outros na cabeça, e mesmo começados, que eu ainda não postei, e já estão atrasados. Só posso agradecer a compreensão e a paciência.

Beijos e até o próximo post! (que não vai demorar muito, porque a partir dessa semana minha vida volta mais ao normal).

5 comentários:

Donnefar Skedar disse...

Olá passando para conhecer e seguir o blog, gostei ele possui muita informação da forma que realmente queremos absorve-las (risos), deixo o convite para conhecer o meu blog:

http:donskedar.blogspot.com.br

Fernanda Cristina Vinhas Reis disse...

Oi Donnefar!

Obrigada pelo comentário!

Beijos!

Fernanda

Luiza disse...

Oi Fernanda!
Concordo com praticamente tudo, eu achei um episódio bem mediano. Não ruim, mas acho que talvez mal pensado. A escolha de personagens a aparecer e seu tempo na tela podia ter sido melhor. Mas tivemos muitas partes boas.
Quanto a Azor Ahai, minha teoria é diferente. Eu acredito que ele seja Beric Dondarrion, ainda mais depois da cena de Melisandre com ele que foi inserida na série. O cara luta com uma espada de fogo (de verdade) e é praticamente imortal! O que acontece mais pra frente (não sei se pode dar spoiler aqui, hahah!) deixa essa teoria mais doida ainda. Mas acho que a idéia geral é que o Stannis não é esse cara. Dá pra ver que Melisandre realmente quer que ele o seja, e é interessante ver como que alguém que pode ver o futuro das chamas ainda acaba tendenciado pelos próprios desejos.
Eu só gostaria que a Luminífera aparecesse mais... :P

Beijinhos!

Fernanda Cristina Vinhas Reis disse...

Oi Luiza!

Spoilers estão liberados!Até porque eu mesma dou vários, então não posso proibir.

Eu não sei até que ponto você leu (ou se só assistiu a série), mas não dá para Beric ser AA. Impossível. Mas eu concordo com o Stannis não ser AA, isso é certeza. Melisandre quer muito que seja ele, mas ela se engana e sua vintade é tanta que ela chega a acreditar que seja ele.

Obrigada pelo comentário, e volte sempre!

Beijos!

Lucas de Melo Facó disse...

Sor Gregor "A Montanha que Cavalga" Clegane versus o Príncipe Oberyn Nymeros Martell, a Víbora Vermelha.

http://mccomseycomix.wordpress.com/2013/06/26/the-red-viper-vs-the-mountain-that-rides-a-12-page-comic/

Muito bom ...

Minha parte favorita é o olhar real de choque, pavor e terror no rosto do Príncipe Oberyn Martell e que ele se esforça em vão para salvar sua vida, quando "A Montanha" o agarra no final da luta. A Víbora Vermelha facilmente poderia ser retratado como um desafiante inabalável e uma caricatura da ira vingativa até o final e, provavelmente, foi antes, no entanto, o artista Jeff McComsey nos dá algo bastante diferente e na minha opinião bem mais interessante. Seu Oberyn Martell é subitamente confrontado com o alto preço que ele vai ter pagar pela confissão e vingança por sua irmã Elia Martell (violentada e assassinada) e percebe que nos últimos segundos de sua vida que ele realmente não quer pagar esse preço...

... Mas já é tarde demais!