segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

Valente

 

BraveAdoro assistir animações, não é segredo nenhum, mas sofro de um mal que só vem aumentando por aqui. Sempre que estreia um desenho, é dublado, ou, se for legendado, numa sala longe da minha casa, e em horários absurdos. Então fica a dica para os responsáveis: não é só criança que curte animação, e nem todo mundo (aliás, ninguém que eu conheça) gosta de filmes dublados (eu tenho horror, sempre prefiro no áudio original, independente da língua). Então, depois desse desabafo, deixa eu comentar um dos filmes mais fofos que eu vi recentemente.

Valente conta a história de Merida, uma princesinha escocesa que está prestes a se casar. Mas Merida é rebelde e não quer isso para seu futuro. Ela quer traçar seu próprio caminho, quer caçar com seu arco (não vivo dizendo que arco  e flecha é muito legal?) e galopar em companhia de seu fiel amigo, o cavalo Argus. Todo o espírito livre de Merida se reflete em sua vasta cabeleira ruiva, que a mãe, Elinor, teima em tentar esconder. Elinor quer que sua filha seja uma verdadeira lady, que mantenha os costumes e aceite tudo de cabeça baixa. Ambas são por demais teimosas e orgulhosas, e acabam não se entendendo.

Merida e elinor

É aí que entra em cena uma bruxa esquisita com um feitiço que promete mudar a mãe de Merida. Mas o feitiço se torna uma maldição, e para reverter os efeitos, Merida deve enfrentar muitos perigos e confiar em suas habilidades no arco para reparar um laço quebrado.

O filme mostra deforma delicada os desafios de crescer e a relação de uma filha adolescente com sua mãe. E também é recheado de cenas de ação e muita aventura. Chorei em mais de um momento. A Disney, como sempre, faz uma história tocante e emocionante. E em termos de animação, deslumbrante. Os cenários muitas das vezes nem parecem desenhados, e mostram bem a beleza da Escócia. O cuidado é tanto que as vozes fazem direitinho o sotaque escocês (nem todos os atores são escoceses, mas todos são do Reino Unido. Emma Thompson, por exemplo, é de Londres), o que se perde numa versão dublada (viu porque eu não gosto). Destaque para Kevin McKidd (o Poseidon de Percy Jackson), que dubla dois personagens. Mas o elenco todo é muito bom, contando ainda com Julie Walters (a eterna, para mim, Molly Weasley) e Robbie Coltrane (Rubeo Hagrid, always).

Breve 2

A trilha sonora também é belíssima, com músicas tipicamente celtas (deliciosas) e contando com a linda Learn me right, com Birdy feat. Mumford and Sons. Adorei, é uma atração à parte. Confira também Brave Main Theme.

Assim, até para não estragar o filme, eu deixo vocês como trailer:

PS: já faz uns dias que assisti esse filme, mas demorei para postar porque queria terminar os posts sobre Star Wars Alegre

Beijos e até o próximo post!

12 comentários:

Gabi Lopes disse...

Eu assisti também e adorei.
Lindos os irmãos trigêmeos e endiabrados da Merida.rs

Me lembrou muito minha mãe minha irmã, que vivem em constante luta .. rsrs

Realmente o cenário da Escócia está deslumbrante.. e a personagem é uma ótima mocinha, com coragem e bravura... totalmente Brave!!

Abraços
Gabi Lopes

Fernanda Cristina Vinhas Reis disse...

Oi Gabi!

É mesmo muito lindo, adorei o filme. Os trigêmeos são uma graça, o cenário maravilhoso. tudo.

Beijos!



PS: demorei para responder porque estava sem internet, viu?

Alana Homrich disse...

Adorei assistir a esse filme! Ele recebeu um prêmio importante agora, né?
Beijos,
alanahomrich.blogspot.com.br

Nadia V. disse...

Eu gostei do filme, achei bem fofinho, mas esperava mais. Comparado aos outros da Pixar, achei que podia ter sido melhor. A história é bem padrão disney e não pixar. Mas é bonitinho. A animação em si é linda, a trilha sonora também. :)

Beijos.

Nadia V. disse...

Ah, também gosto do som original porque acho importante perceber esse cuidado que tiveram com o sotaque. Muito legal mesmo. O elenco está ótimo! :)

Fernanda Cristina Vinhas Reis disse...

Oi gente!

Nádia, você tem razão, é mais padrão Disney que Pixar, mas eu amei. Ele me lembra outro que eu amo, Irmão Urso (que eu não posso assistir muito porque choro toda vez :P)

Alana, ganhou sim, o Golden Globe :) E merecidamente.

Beijos!

Fefa Rodrigues disse...

Fee eu assiti no cinema o filme, e tbm adorei!! O lance do relacionamento mãe-filha é realmente tocante, e as músicas eu amei!!!

Adorei o filme!!

Fernanda Cristina Vinhas Reis disse...

Oi Fefa!

Muito lindo mesmo, eu chorei :P

Beijos!

Carissa Vieira disse...

Também prefiro áudio original. SEMPRE!
Quero ver Valente, mas ainda não assisti. São tantos filmes que fica difícil.

Beijos,

Carissa
Arte Around The World

Fernanda Cristina Vinhas Reis disse...

Carissa, o filme é curtinho, tem acho que 1 h 30 min. Assista sim, que você vai gostar.

Beijos!

Vinícius Costa disse...

Estou louco atrás de Brave!
Adoro Temple Run Brave!
Beijos,
Vinícius - Livros e Rabiscos

Fernanda Cristina Vinhas Reis disse...

Obrigada pelo comentário, Vinícius!

Seja bem-vindo e volte sempre!

Beijos!

Fernanda