terça-feira, 8 de janeiro de 2013

Star Wars – Episódio III – A vingança dos Sith

 

Star Wars ep. IIIEsse é outro dos meus favoritos, se não o favorito, de toda a saga. É o mais sombrio e também, para quem cresceu vendo Luke combater Darth Vader, como eu, foi o mais esperado. Pois se trata nada menos que a queda de Anakin e a ascensão de Darth Vader. E o motivo de ele se voltar para o lado negro, pelo menos para mim, foi surpreendente.

A vingança dos Sith foi lançado mundialmente dia 19 de maio de 2005, e claro que eu não perdi tempo em correr para o cinema para ver. Afinal eram muitos e muitos anos de espera. E saí achando, e até hoje acho, que esse é o melhor da saga. E George Lucas conseguiu deixar o público de queixo caído com esse episódio.

Este começa 3 anos após as Guerras Clônicas (ou dos Clones. No quarto episódio acho que está Clônicas na legenda), Coruscant está sitiado, e o Chanceler Palpatine foi capturado pelo líder do exército dróide, General Grievous, em sua nave. Então, dois Jedis (adivinha quem?) partem para tentar resgatá-lo. Chegando na nave, e contrariando as ordens de Obi-Wan, que havia mandado Anakin continuar com a missão e deixá-lo para trás, eles dão de cara com Count Dooku, e percebem que caíram numa armadilha. Começa aí um dos muitos duelos de sabre de luz do filme, e no fim, com Obi-Wan inconsciente, Anakin, sob instruções de Palpatine, mata Dooku, sob alegação de que ele era muito perigoso para se manter vivo. Guardem isso, vai ser importante. Daí Anakin humilha todo mundo ao aterrissar a nave (ou melhor, o que restou dela).

Anakin   Padmé III 2

E chegando em Coruscant, ele vai encontrar Padmé (awwwwnnnnn!) e daí vem mais uma das muitas vezes que ela surpreende todo mundo (eu digo que ela é fodástica): anuncia que está grávida. E Anakin não sabia!!! Vem cá, colega, não sentiu nada diferente não? Não sentiu a Força? Anyways, Anakin é pego de surpresa, mas fica muito feliz. A cena é superfofa, e de novo, show de interpretação dele. E está só começando. Mas tenho que fazer uma observação aqui. A saga não ficou completa, faltou a cena da concepção de Luke e Léia. Você me contesta e diz que a gente sabe que Anakin é  pai. Eu concordo, mas até aí, Anakin foi gerado pelo espírito santo, então, a meu ver essa cena era fundamental. Até para mostrar que Anakin realmente quebrou as regras. depois, havia rumores na época que isso seria mostrado. Talvez tenha no blu ray, mas paciência, eu tenho em DVD (mas eu bem que queria o blu ray…meu aniversário é em abril, #ficadica). Sem contar que era mais uma desculpa para ver Anakin sem o uniforme Smiley piscando, não meninas?

Anakin pesadelo

Começa aí uma série de manobras políticas e ardis de um lado e de outro. E Anakin é pego bem no meio disso tudo, de uma disputa de poder que é muito mais forte que ele. De um lado, os Jedis, que ainda não confiam plenamente nele e se negam a lhe conceder o título de mestre (culpa daquele idiota do Mace Windu, cabeçudo da caramba) e ainda pedem para ele espionar Palpatine. Certo, Palpatine é um verme dos piores, mas Anakin é seu amigo e é inocente o bastante ainda para acreditar no bem das pessoas. E Palpatine é mestre (sem trocadilho) em se aproveitar das fraquezas das pessoas. Ele sabe muito bem que Anakin acredita piamente nele, e também sabe de seu casamento secreto com Padmé. Palpatine manipula Anakin facilmente com isso. E Anakin pode até ser forte com a Força como aliada (ai, ficou feio,mas fazer o quê?), mas também, como eu já disse aqui - Star Wars - Episódio II, é ainda, em muitos sentidos, um garoto órfão e carente. E não tem a força (de novo, sem trocadilho) suficiente para discernir entre as mentiras de um lado ou do outro.

Some-se a isso as visões que ele anda tendo de Padmé morrendo no parto, exatamente como as que teve de sua mãe antes de esta morrer. Ele não quer perder Padmé como perdeu sua mãe. A culpa por não ter conseguido salvá-la (e arrisco dizer que também pelo que fez com o Povo da Areia) ainda é muito grande. Palpatine se aproveita disso, é é esta a porta de entrada de Anakin para o lado negro, com a promessa de vencer a morte.

Mace Windu

Entra aí a tal profecia de que Anakin é o escolhido, que trará equilíbrio para a Força. Infelizmente a gente não tem (pelo menos eu nunca vi, não sei se tem em algum lugar) a tal profecia escrita, como no caso de Harry Potter. Então, não podemos analisar. Só sabemos isso que eu coloquei aí em cima, que Anakin trará o equilíbrio para a Força. E isto não está totalmente errado, mas vou deixar para falar disso mais tarde, quando comentar os outros filmes. O que chama atenção neste é que Yoda já diz que a profecia pode ter sido interpretada erroneamente, e parece preocupado e não muito à vontade com a tarefa imposta a Anakin. Tenho para mim que Yoda sabia muito bem que Anakin era casado com Padmé. Ou pelo menos descobre de alguma forma no decorrer deste filme. Mas fica quietinho.

yoda III

Pois bem, a queda dos Jedis veio de sua arrogância e de suas mentiras. Sim, eles também mentem. E também são capazes de manobras sujas, como mencionei antes. E isto fica aparente neste filme. Não estou dizendo que não sofri com a dizimação deles, porque no cinema eu me lembro que quase chorei, Mas foi responsabilidade deles mesmos, sim. Aliás, a cena em que Anakin chega ao templo Jedi para mim é tanto triste com OMG!, porque ao mesmo tempo que me parte o coração o que ele faz lá, ele também está muito lindo. Eu diria que ir para o lado negro caiu muito bem nele Alegre

 

Anakin ep III

Enquanto isso, uma guerra feroz é travada no planeta dos Wookies, e Yoda parte para ajudar. A situação é grave, e quando Palpatine, agora sem as máscaras, se revela o Sith que os Jedis procuram, e dá o comando para exterminar todos os Jedis, Yoda, percebendo a ameaça, dá um de seus golpes e não dá nem chance para os clones que o atacam. Mas ele está em menor número e é salvo por Chewbacca e Tarfull.

Wookies

Diga-se de passagem que Anakin, que é quem descobre que Palpatine é na verdade Lorde Sidious, o denuncia a Mace Windu, que parte atrás de Palpatine, não sem antes deixar bem claro que não confia em Anakin (cabeçudo idiota) e deixar Anakin de fora. Mas Anakin é influenciado por Palpatine e vai atrás, para conseguir aprender como salvar Padmé. Chegando na casa e Palpatine, a luta é feroz entre o Sith e Mace Windu, que acaba acuando Palpatine e diz que vai matar Palpatine, porque ele é muito perigoso para ser mantido vivo (lembra?). Anakin para Mace Windu e acaba matando o mestre Jedi (ele se arrepende, verdade, não que agora adiante muito). Palpatine então se aproveita do desejo de Anakin de salvar Padmé e faz dele seu aprendiz. Aí sim, fomos surpreendidos novamente. Nunca imaginei que Anakin se tornava Darth Vader por amor. e a cena é fantástica. Mais uma vez, Hayden Christensen dá show, e a mudança de expressão quando ele se levanta como Darth Vader é incrível.

Anakin   Obi-WanOutro show foi de Ewan McGregor quando Obi-Wan descobre o que Anakin fez. Não tenho palavras para estas duas cenas. As duas melhores do filme. Natalie Portman também fantástica como Padmé neste e Ian McDiarmid sensacional com Palpatine. Dispensam comentários.

Este filme também é ação do começo ao fim, com direito a muitos e muitos duelos com sabre de luz (que eu acho mais legais que as espaçonaves). O mais esperado e melhor deles é entre Anakin e Obi-Wan. Sim, entre Yoda e Palpatine também é muito legal, mas eu prefiro entre Anakin e Obi-Wan, é mais emblemático. O melhor da saga. Tudo, mais uma vez, embalado por Duel of the fates. Aliás, a cena depois, com Anakin já caído e todo queimado é forte e também muito bem feita. Para variar, ponto para os efeitos especiais.

DAQUI PARA FRENTE HÁ SPOILERS,CASO VOCÊ NÃO TENHA VISTO!

E aí vem a cena mais emblemática e aguardada de todas: Darth Vader, pela primeira vez com a armadura. Confesso que até hoje, e não importa quantas vezes eu veja, ela sempre me emociona. E novamente a surpresa quando a primeira coisa que ele pergunta é se Padmé está bem. Isso que é amor, fala sério. O que foi ele descobrindo que ela tinha morrido, e que ele a tinha matado (mais um mentirinha de Palpatine, agora Imperador, para manter Vader a seu lado)? De novo, culpa. E a cena final dos dois, pelo menos para mim , parece isso: ele se resignou. Não acho que ele permaneça ao lado de Palpatine só por obediência (até porque Anakin nunca foi muito de obedecer), mas por resignação,e talvez, por auto-punição. A postura dele, de braços cruzados, diz muito.

Vader III

Também me emociona o funeral de Padmé. Como ela está linda, e chorei ao ver o amuleto que Anakin, ainda criança, fez para ela em suas mãos. E como ela morreu de coração partido. De novo, isso que é amor. Se Anakin soubesse que ela ainda estava viva quando a deixou, Palpatine não teria o mesmo controle sobre ele, certeza.

Gosto da forma como George Lucas ligou as duas trilogias também, com Léia partindo com o Senador Organa e Luke sendo entregue a sua família por Obi-Wan, que se exila em Tatooine para ver de perto o crescimento do garoto. E protegê-lo e aprender um truque com seu saudoso mestre Qui-Gon. O que é mais triste é que eu acho que se Anakin tivesse se voltado para Obi-Wan antes de Palpatine, Obi-Wan teria ajudado. Mas também não teríamos a saga, terminaria aqui.

Bom, acho que não me resta comentar mais nada. Fica aí o trailer:

Beijos e obrigada se você ficou comigo até o fim de mais um post bem longo!

2 comentários:

Nadia V. disse...

Ahhh é tudo muito lindo, Fê! A história deles é linda! Muito amor mesmo! Também sempre me emociono. Esse é o meu filme preferido dos seis! Seguido pelos episódios VI e II.
Darth Vader é meu vilão/anti-herói preferido. Muito triste ele ter se voltado para o lado negro da força. Muito sofrida toda a história dele.
Amei o post.

Beijos.

Fernanda Cristina Vinhas Reis disse...

HAHAHAHA!

Você é como eu! Os meus episódios preferidos são os mesmos que os seus :) Só que a grande maioria do pessoal não curte o VI

Também adoro Darth Vader. Eu me apaixonei de novo pela série fazendo esses posts.

Beijos!