quinta-feira, 15 de março de 2012

Jogos Vorazes – Suzanne Collins

 

Hunger games Katniss escuta os tiros de canhão enquanto raspa o sangue do garoto do distrito 9. Na abertura dos Jogos Vorazes, a organização não recolhe os corpos dos combatentes caídos e dá tiros de canhão até o final. Cada tiro, um morto. Onze tiros no primeiro dia. Treze jovens restaram, entre eles, Katniss. Para quem os tiros de canhão serão no dia seguinte?...
Após o fim da América do Norte, uma nova nação chamada Panem surge. Formada por doze distritos, é comandada com mão de ferro pela Capital. Uma das formas com que demonstram seu poder sobre o resto do carente país é com Jogos Vorazes, uma competição anual transmitida ao vivo pela televisão, em que um garoto e uma garota de doze a dezoito anos de cada distrito são selecionados e obrigados a lutar até a morte!
Para evitar que sua irmã seja a mais nova vítima do programa, Katniss se oferece para participar em seu lugar. Vinda do empobrecido distrito 12, ela sabe como sobreviver em um ambiente hostil. Peeta, um garoto que ajudou sua família no passado, também foi selecionado. Caso vença, terá fama e fortuna. Se perder, morre. Mas para ganhar a competição, será preciso muito mais do que habilidade. Até onde Katniss estará disposta a ir para ser vitoriosa nos Jogos Vorazes?

 

Confesso que de início esse livro não me chamava muita atenção. Mas fui ouvindo (e lendo) coisas boas a respeito, e resolvi arriscar. E não me arrependo. Só demorei um pouco para começar porque queria toda a trilogia primeiro, e também queria ler mais próximo do filme. E, com a estreia na semana que vem, somado ao fato que Mockingjay chegou, agora me pareceu o melhor momento para ler.

Katniss Everdeen é uma garota de 16 anos, mas na verdade ela é bem mais velha que sua idade. As circunstâncias a levaram a isso. Depois da morte do pai, sua mãe entra em uma depressão profunda, e deixa nos ombros de Katniss, então com 11 anos, a tarefa de sustentar sua família (sua mãe e sua irmã de 7 anos, Prim).Coisa que não é fácil no estado opressor em que ela vive, imposto pelo governo de Panem. frente à escassez, ela se vira caçando (ilegalmente) fora dos limites de seu Distrito, 12, e fazendo negócios no mercado negro.

Assim, Katniss é uma menina prática e nada sentimental. Pelo menos de início. Ela se permite alguns momentos de mais suavidade (mas nunca de vulnerabilidade) quando caça com seu melhor amigo, Gale. Mas a realidade logo bate à porta e ela volta a ser a mesma menina estóica e endurecida que a vida a abrigou a ser.

Isso muda a partir do momento em que ela se oferece para participar dos Jogos Vorazes, um reality show em que 24 jovens, de idades entre 12 e 18 anos, batalham até a morte para entretenimento da nação (na verdade, isso é uma punição imposta pelo governo). Ela faz isso para salvar a irmã, agora com 12 anos, que foi a escolhida realmente. De repente, Katniss tem que abandonar tudo o que conhece e embarcar para Capitol, e ela tem que enfrentar coisas novas. E, se ela é extremamente madura em certos pontos, em outros é completamente inocente. Entre eles está o amor. Por sua vida até este momento, ela nunca teve tempo, ou disposição, para romance. Mas, ao entrar nos Jogos, ela é obrigada a agir como se estivesse perdidamente apaixonada por seu parceiro, Peeta (chego nele daqui a pouquinho). Só que aos poucos, o que era uma estratégia de sobrevivência vai mudando, e ela não sabe bem o que está acontecendo com ela, nem como lidar com isso. Ela é inteligente, astuta e até perspicaz, mas nesse quesito não tem a menor ideia.

Já Peeta, mega-hiper-fofo-quero-dar-colinho Peeta é outra história. Ele é inteligente, mas não temos instintos de sobrevivência de Katniss, mas é sim perdidamente apaixonado pela garota. E sempre foi. Ele á carismático e carinhoso, mas não hesita em fazer o que deve para proteger Katniss. Se tem que matar (e, claro, ele tem), ele o faz, sem pestanejar. Ele provavelmente é o personagem mais humano do livro. Tanto que ele mesmo fala que já que vai ter que morrer (porque só pode haver um vencedor), ele quer morrer como ele mesmo.

Ele tem certa competição, além dos Jogos, no coração de Katniss. Gale, apesar de amigo, pode ser algo mais, mas não dá para saber ao certo, porque Gale pouco aparece no livro. Mais pelas memórias de Katniss. E Katniss ainda não decidiu se Gale é mais que amigo para ela.

Ajudando a dupla nos Jogos está Haytmitch, o único campeão do Distrito 12. Ele é um bêbado inveterado, e só faz pagar mico (em rede nacional, no less), mas esperto o bastante para bolar estratégias e orientar Peeta e Katniss. E ainda tem o trio de personal stylists de Katniss. Mas destes, o mais legal é Cinna, encarregado das roupas que ela veste.

O livro não tem vilões, por assim ser. O grande vilão é mesmo o Jogo. E o governo, mas como qualquer governo, este está mais pelos bastidores. O que se destaca aqui é Cato, o candidato do Distrito 1, um brutamontes meio descerabrado que faz dos Jogos uma carreira. E este está determinado a ser o campeão e a eliminar Katniss, sua maior ameaça. Mas na verdade, ele é mesmo só vítima das circunstâncias, apesar de ter sede de sangue. O jogo afinal é de sobrevivência, e nesse jogo, o que vale é mesmo a lei do mais forte. Não há alianças, porque eventualmente elas irão se desfazer. No fim é mesmo cada um por si.

O livro é tenso, toda hora a ameaça de morte espreita. E ela é cruel, violenta. Mas também é viciante, não dá pra largar. E a narrativa é em primeira pessoa, no presente, deixando as ações ainda mais próximas. O ruim é que, sendo narrado por Katniss, a gente só vê um lado da história, só o ponto de vista dela. E recomendo que você espere para ler até ter toda a coleção mesmo, porque o final dele já dá o ganchinho para o próximo. E para terminar, olha que fofo que eu achei no We heart it (e estava só espertando ler o livro para postar):

Fire girl Seamus

Eu sei que Katniss tem mais problemas, e que nem é a mesma série, mas que se Seamus Finnigan conhecesse Katniss iria cair de quatro, iria ;D. Como diria Prof. McGonagall: BOOM!

Trilha sonora

Stop and Stare, do OneRepublic é perfeita, assim como This is war, do 30 seconds to Mars (we will fight to the death).  Run for your life, é perfeita para uma certa hora do livro, com Katniss e Rue, sua aliada nos Jogos. E também You found me, ambas do The Fray. E mais Fuckin perfect, da Pink. Confesso que quando vi que Taylor Swift ia participar da trilha sonora do filme, estava meio cética. afinal, o que a fofa da Taylor Swift tem a ver com uma história tão forte? Mas ao ver Safe and sound, depois de ler, vi que a música tem a ver sim com o livro, particularmente com Katniss. Ela transmite muito bem a melancolia da garota. E também dela e fazendo parte da trilha do filme, Eyes open. Finalmente, Everything burns, com Ben Moody a Anastasia.

Se você gostou de Jogos Vorazes, pode gostar também de:

  • coleção Os Legados de Lorien – Pittacus Lore;
  • A mão esquerda de Deus – Paul Hoffman;
  • As últimas quatro coisas – Paul Hoffman;
  • A hospedeira – Stephenie Meyer;
  • coleção Harry Potter – J. K. Rowling;
  • coleção Percy Jackson – Rick Riordan;
  • Os heróis do Olimpo – Rick Riordan;
  • Ciclo A Herança – Christopher Paolini.

11 comentários:

Wander disse...

ah, Jogos Vorazes! Desde que fiquei orfao de Harry Potter em 2007, e eu estou a procura da nova serie que ira preencher esse vazio deixado por HP, mas depois de ler The Hunger Games eu desisti!
Desisti porque, se não foi com essa serie que isso aconteceu, isso possivelmente não ira acontecer nunca. Entao vou continuar com esse vazio em meu peito. E olha que candidatos nao faltaram: Twilight, Percy Jackson, The House of Night (que ficou pior a cada lançamento), Vampire Academy (melhor serie de vampiros ever), Night Huntress, Os Imortais etc... recentemente, Os legados de Lorien e Jogos Vorazes.

A narrativa do livro é MUITO BOA! Descobri o livro ha cerca de 1 ano e meio atras, quando uma amiga me indicou. Nao vou dizer que foi amor a primeira vista, ate me chocou um pouco de primeira, mas me impressionei muito com o livro. Tanto que reli, e li novamente agora perto do filme. A trilogia eh muito boa msm!

A Kat eh uma das heroinas mais fortes e irada da literatura e o Peeta, um dos mocinhos mais fofos do universo. So achei uma maldade o que a Suzanne fez fisicamente com ele no final do primeiro livro.

Estou muito ansioso pro filme, ainda mais que tera como protagonista Jennifer Lawrence que foi indicada ao Oscar por Inverno da Alma (excelente filme, que alias tem la suas semelhanças, eh um filme mt forte). Chupa essa Kristen Stewart.

Adianta rezar para que o filme nao vire modinha entre pre-adolescentes histericas que vão criar rivalidade #TeamPeeta e #TeamGale? Rs.

Beijos Fernanda.

Fefa Rodrigues disse...

Ahhhhhh... ontem estava vendo TV e vi a "chamada" sobre a estréia desse filme...

Fernanda Cristina Vinhas Reis disse...

Oi Wander!

Se você ficou chocado com o que acontece com Peeta no final, recomendo que nem leia Bernard Corwell e George Martion. O primeiro adora mutilar os protagonistas e o segundo não tem pudor nenhum em matar quem quer que seja, mesmo personagens principais ;D Em comparação, Peeta não é nada!

Kat é mesmo uma personagem, maravilhosa, complexa. Tem uma ambiguidade deliciosa: inocência e maturidade. E a atriz que escolheram para fazer ela no filme transmite essa inocência muito bem. Só vi ela em X-Men First Class, e ela nem fala. Mas já ouvi falar muito bem desse outro filme que você menciona. Ansiosa para ver o resultado na telona. Quanto a não virar modinha...Meio difícil. E acho tão idiota esse negócio de Team Peeta x Team Gale... E qualquer outro timezinho, na verdade.

E não adianta, nenhuma série vai chegar perto de Harry Potter. A quie mais se aproxima e Percy Jackson. Mas gosto que seja assim. Dessa forma, todas mantem sua personalidade. E concordo com você: Vampire Academy(para ver a resenhas é só clicar no nome de Richelle Mead aí do lado) é a melhor série de vampiros ever! Amo de paixão o Dimitri. Tanto que reli todos eles agora, antes de ler Hunger Games. E provavelmente vou reler de novo quando sair o filme (projeto para o ano que vem \o/).

Beijos!

Wander disse...

Nossa, entao nao vou ler esses atores não rs (ja estou jogando no google haha). Mas digo, nao fikei chocado, achei uma maldade com o Peeta coitado. Acho que qd eu li, eu ainda estava meio sob influencia do "Perfeito demais da conta do Edward-OmG", e o fato da Suzanne nao da importancia tanto assim em colocar um heroi perfeito fisicamente so me faz admira-la mais. Chocado mesmo fikei foi com as mortes do ultimo livro, começando pela Edwiges, eu chorooo demais com esse livro (e olha que eu ja li, sem exagero, 16 vezes).

Vampire academy eh foda demais. Meldelz, essa vale a pena reler. E eu ja li todas as suas reviews. Quando eu descobri o blog, eu passei uns 3 dias lendo todas as reviews de todos os livros que eu ja li, isso eh, o blog quase todo, pq nos temos gosto absurdamente parecidos. E esse projeto lindo pro cinema. Dimitri como strigoi. Oh god, ja tenho ataques antecipado de taquicardia rs.

Olha, eu super indico que vc assista Inverno da Alma, tem download na net, vai perceber pq nenhuma atriz seria melhor que J.Law! E ela esta otima em x-men first class, que eu considero o melhor filme da serie, ainda mais com um elenco tendo Fassbender e Mcavoy neh? haha.

Ah quanto a modinha, ja desisti, uma garota ja compartilhou no meu face uma foto de uma camiseta TeamPeeta. Pra que isso neh? Rs.

Beijos.

Gabi Castro disse...

Eu quero ler estes livros, tipo AGORA! Hey, Fefa, vc bem que podia fazer um sorteio da saga né? Eu participaria u.u hqauhuahuahuahau

Fernanda Cristina Vinhas Reis disse...

Oi Wander!

Depois do George Martin, eu aprendi a esperar qualquer coisa...Uma amiga minha já leu a trilogia e também alou que tem uma coisa no terceiro que ela não gostou. E ela achou o segundo melhor que o terceiro. Já estou treminando o segundo, resenha provavelmente amanhã. Daí parto para o terceiro.

X-men Fisrt Class: adoro! Não sei dizer se é o melhor, eu gosto muito de Last Stand também. AMO a Jean como Black Phoenix...Muito melhor que a chatinha da Jean. E tem o Wolwerine...OMG! Mas concordo: Fassbender e James MacAvoy...suspiro! E ambos estão muito bem no papel também, sem dúvida.

E também AMO o Dimitrilcius como Strigoi! Ainda mais sexy!

Beijos!

Wander disse...

aih quando eu disse "Chocado mesmo fikei foi com as mortes do ultimo livro, começando pela Edwiges", eu quis dizer "do ultimo livro de Harry Potter" rs. O teclado deve ter engolido o resto, ai a frase perdeu o sentido. Mas realmente, o segundo de Jogos Vorazes eh melhor do que o terceiro.

Olha, a Black Phoenix eh fod@ deemais! A Jean merecia um filme so pra ela. Serio! E o ciclope tbm. Kk. Sao meus preferidos.

Fernanda Cristina Vinhas Reis disse...

Oi Wander!

Eu entendi que era HP! E também choro muito quando Edwiges morre. Mas a que mais me bola é a de Fred. Achei gratuita. faria sentido se ela matasse o Percy, não só porque ele é um mala, mas seria meio que uma tredenção depois de brigar com a família e ficar do lado do MM. E achei um exagero matar tanto Tonks como Lupin deixando o pobre filhinho deles órfão.

E a Black Phoenix definitivamente merece um filme só dela! Mas meus preferidos são Wolverine e Gambit ;D

Beijos!

Wander disse...

Ah ta, que bom que vc entendeu rs. Entao, eu li essas suas observações na sua review de Reliquias da Morte; em minha opinião elas podem até ser gratuitas de certo ponto de vista, mas eu achei necessarias. Numa guerra daquelas proporções deveria sim ter perdas de peso de ambos os lados. a JK Rowling, a Diva, foi ate meio sadica, nao poupou sequer alunos (Colin Creevey, coitadinho); mas ainda sim eu entendi; nao dá pra engolir eh aquele final ridiculo de Amanhecer onde em 200 paginas nada acontece, ficam 3 capitulos num dialogo monotomo, chaaaato pra chegar a uma guerra.. Que nao acontece. Nossa, fikei horrorizado como a Stephenie se mostrou uma autora tão limitada e fraca! E eh claro, em HP, a mais injustificavel eh o Fred, faria mt mais sentido o Percy (seria genial esse final), ou ate msm o Jorge que ja tinha perdido uma orelha!

Eu li em um comentario de um fã em um blog, que a Suzanne lançaria um quarto livro de The Hunger Games; vc sabe se essa informação procede?

Preta Fofa disse...

Ai meu Deus você tem que continuar escrevendo. Tenho pena que só agora descobri seu blogue. Mas por favor atualize seu bloque, os Jogos Vorazes - A revolta já saiu no cinema. Tem que escrever sobre esse filme.

Beijos

Fernanda Cristina Vinhas Reis disse...

Oi Preta!

Você é de Portugal, não? Ou pelo menos, o seu português é o de lá :) ADORO! Minha família toda é de lá. Legal o nome que deram para o filme 3 aí, tem mais a ver. Aqui ficou A Esperança, que é horrível porque a esperança do livro é tão sutil, que é difícil de entender. Olha, eu vou atualizar sim, mas é que só vi o filme essa semana, eu não podia escrever nada ainda :)

Beijos!