sexta-feira, 2 de maio de 2014

GoT 4x4 – Oathkeeper

 

Mais uma semana se passou, e mais um episódio de Game of Thrones foi ao ar, desta vez surpreendendo com spoilers até leitores dos livros, o que é bem difícil de fazer. Mas vamos devagar, começando pelo princípio.

GoT 3

ATENÇÃO! SPOILERS DOS LIVROS! Você foi avisad@! Postagem longa, paciência até o fim.

Missandei   GW 4x4

O episódio começa mais ou menos onde Breaker of Chains terminou. Danaerys está acampada com seu exército nos arredores de Meereen, e a primeira cena é realmente linda. Missandei ensina Toro Cornudo, ops, Grey Worm, o idioma comum. E, como eu já havia cantado bola lá atrás em Two Swords, agora bem aparente o climinha entre os dois. Cena de uma sensibilidade fantástica, humanizou muito os personagens, e gostei muito de ver Missandei relembrando o momento que foi capturada. Parabéns para as atuações de Nathalie Emmanuel e Jacob Anderson. É quando chega Dany e diz que está na hora. E lá vai Grey Worm se esgueirar pelos esgotos de Meereen, exatamente como no livro, para tomar a cidade por dentro.

Kill the masters 4x4Interessante notar que os próprios escravos de Meereen começam a dar sinais de rebeldia. Claro, alguns ainda são relutantes, mas no fundo, o truquezinho de Dany com as amarras deu certo. Adorei Grey Worm chegando exatamente na hora para falar Valar Morghulis, todos os homens devem morrer, sejam eles escravos ou mestres. E o discurso dele foi muito bacana, foi inspirador, e adorei o fato dele trazer armas para os caras, e incentivá-los a se rebelar. E, pronto. Assim como em Hunger Games, só o necessário foi uma faísca, e pronto, Meereen está aos pés da Mãe dos Dragões. Chamo atenção que ninguém fala inglês, mas a frase de protesto, Kill the Masters, está em inglês, mas a mensagem está clara. OK, a mensagem não foi exatamente para os mestres, mas para nós, telespectadores.Uma observação: duvido muito que os meereneeses que viram a mensagem na parede tenham dito “aqueles cretinos”, falha da legenda. Sinceramente, eu esperava mais derramamento de sangue, mas gostei de como Meereen caiu, com um levante popular.

Danaerys então prega os mestres nas cruzes, deixando os caras apodrecerem em praça pública. E já mostra o tipo de governante que deseja ser: “Eu responderei injustiça com justiça”. Guardem essa frase, que vou retomar mais tarde. Dany se mostra uma rainha determinada e implacável quando deve ser. Só uma outra observaçãozinha. A série tem tanto cuidado com os figurinos (eu realmente fico babando com os vestidos de Margaery, Cersei e Sansa), mas a Mãe dos Dragões ainda veste a mesma calça jeans da temporada passada. Oi? Será que não tem um troquinho sobrando no orçamento para remediar isso? Sério, eu tenho jeans em melhor estado!

Dany 4x4

E de Meereen passamos a King´s Landing, onde Bronn mais uma vez treina com Jaime. Eu realmente gostei desta mudança. Se mais nada, as tiradas de Bronn são sensacionais, e depois temos oportunidade de ver dois grandes atores em ação. Imagina só se fosse como no livro, onde Jaime treina com Sor Ilyn Payne, que não tem língua, portanto não fala. Seria extremamente maçante ver isso. Gostei também de Bronn relembrando Jaime que ele tem um irmão, e que neste momento ele precisa dele. Muito bom.

Tyrion   Jaime 4x4E logo lá vai Jaime visitar Tyrion, e toma novamente a mesma posição de quando era cativo dos Stark. Gostei que Jaime tenta fazer piada da situação, comparando as duas carceragens, e como ele ficou um ano sem teto, sem cama e coberto em sua própria sujeira. Também, gostei de que, pela primeira vez, a série deu uma sensação de passagem de tempo de forma mais precisa. Até aqui, só sabíamos do tempo passado através do elenco, mais exatamente das crianças, que crescem, independente do tempo passar ou não na série. Mas agora temos certeza. Também de se observar que ao se sentar no chão, Jaime meio que se iguala a Tyrion, ambos tem mais ou menos a mesma altura. Chamo atenção para isso porque mais tarde Tyrion se levanta, enquanto Jaime permanece sentado, invertendo o status quo. Isto é, agora Tyrion se coloca em posição superior. Note-se que Tyrion pede para Jaime o liberte, mas Jaime diz que não pode. Fiquem de olho nisso. Achei muito bacana que mesmo com a distância, Tyrion defende Sansa, dizendo que ela não é assassina. Ainda. Sim, pessoas, eu acho que mais para a frente Sansa vai encontrar dentro de si uma outra, implacável e capaz de muita coisa, inclusive assassinato, mesmo que não seja ela a executora. Uma cena tocante e muito bem executada, Nikolaj Coster-Wardau e Peter Dinklage brilham.

Sansa   Mindinho 4x4E falando em Sansa, lá vem ela no navio, com Mindinho. Muito bacana novamente Mindinho ensinando Sansa, deixando que ela chegue às conclusões. E Sansa também mostra lealdade para com Tyrion, defendendo o anão quando Mindinho o acusa de matar Joffrey. Ela simplesmente sabe que não foi ele. Reforço, acho que ela notou que pode se identificar com Tyrion, devido aos abusos que ambos sofreram nas mãos do rei. Sansa mostra que não é tão sonsa, afinal, é bem perceptiva, sacou Mindinho logo. Atenção ao desejo de Mindinho: ele quer tudo. Sim, creio que esteja certo, mas para mim, Mindinho parece mais o homem que fica nos bastidores, comandando os peões em seu jogo. Sophie Turner e Aidan Gillen em uma atuação linda, e com muita química entre eles.

Olenna 4x4Corta para o jardim (lindíssimo) da Red Keep, e uma notícia triste. Olenna se despede de Margaery, e de nós, pelo menos por enquanto. Vou sentir falta da velhota. E Olenna já dá mais lições a Margaery de como agarrar um marido. Olenna conta como seduziu seu marido. A velhota sempre foi sagaz, e foi atrás do que queria, com as armas que possuía. Me pegou de surpresa que Margaery realmente não sabia que Olenna envenenou Joffrey. Para mim, toda a surpresa que Margaery mostra quando Joffrey começa a sufocar, e mesmo antes, dando comidinha na boquinha do novo marido, era tudo encenação. Não me lembro, mas acho que no livro ela também sabia, ou pelo menos foi assim que eu interpretei. Mas na série não, Margaery é realmente inocente aqui. Atenção para Olenna mexendo no colar lindo de Margaery exatamente como fez com o colar de Sansa em The Lion and The Rose, para quem ainda não havia percebido o movimento. Natalie Dormer e Diana Riggs excelentes, ambientação lindíssima e figurino, como sempre, de babar.

Agora a parte polêmica do episódio. Mas por motivos bem diferentes da polêmica em torno da cena no Septo de Baelor. Estamos na Muralha, e agora a série vai apontar uma série de mudanças em relação aos livros. É só mais um dia em Castle Black, e Jon retoma o treinamento com os irmãos, como já fez na primeira temporada. Alguém aí se surpreendeu ao ver Locke ali? Eu sim, e de início fiquei me perguntando WTF ela estaca fazendo ali. Observe como Grenn melhorou no combate. E tanto Jon como Grenn são bons professores. E logo na primeira prova o disfarce de Locke cai por terra. Jon vê logo de cara que ele sabe lutar. Acredito, como outras pessoas também, que Locke vai tomar o lugar de Bowen Marsh, e isso é compreensível. Já falei não sei quantas vezes, a série é cara, e há zilhões de personagens nos livros de Martin, claro que cortes tem que ser feitos, e alguns personagens tem que ser incorporados em outros. Simples assim. E depois, se vocês se lembram, Bolton mandou Locke para a Muralha já com o intuito de matar Jon.

Jon   Grenn   Locke 4x4

O treino é interrompido pela mula bípede do Alliser Thorne, seguido de perto por seu mais novo BFF Janos Slynt. Observem que Slynt também já coloca minhocas na cabeça oca de Thorne, reforçando algo que eu já disse, que muito provavelmente Slynt foi mandado para a Muralha justamente com a intenção de matar Jon também, mas sob ordens dos Lannister. Mais exatamente Tywin. E Jon mesmo já deu a oportunidade perfeita, pedindo para atacar Craster. Gostei de como Jon enfrentou Thorne, mostra que já não tem mais medo dele. E Locke aproveita a oportunidade para chegar mais perto de Jon, com uma história qualquer da carochinha. Agora é ficar de olho em como isso vai se desenvolver. Volto a falar das mudanças mais tarde.

Passamos a King´s Landing, e Cersei para variar se embebedando. Jaime vai falar com ela, e parece que a cena no Septo nunca aconteceu. Só que os dois está realmente separados, há um abismo entre eles agora. Cersei mostra ainda mais desprezo por Jaime quando ele fala que jurou retornar Sansa e Arya a Catelyn. E a situação só piora para Jaime quando ele diz que foi ver Tyrion. Cersei começa a mostrar sinais de paranoia, que vão ser fundamentais para sua personagem daqui para a frente. Lena Headey linda em cena, e o ressentimento estampado na cara e Nikolaj. Mais uma cena muito bem executada.

Tommen 4x4E o corte para o quarto de Tommen é perfeito. O menino dorme tranquilamente quando Margaery entra. Gostei que na série Tommen ainda gosta de gatinhos Coração vermelho. Esse menino é muito amor! E aqui, mais uma vez reforço, a razão de terem mudado o ator que faz Tommen. Imaginem essa cena com o garotinho que fazia antes. Simplesmente impossível. A cena foi um tanto desconcertante como foi feita, mas foi muito bem conduzida, e o resultado final foi espetacular. Claro que ajuda muito ter uma atriz do porte de Natalie Dormer no centro dela. E Dean-Charles Chapman acompanha tudo perfeitamente. A cena foi sedutora e singela na medida certa. E Margaery já começa a botar suas garras em Tommen, assegurando-se de mais um marido real. Margaery sabe muito bem como manipular seus pretendentes, e ser encantadora ao mesmo tempo. Gente, a cara do Tommen quando Margaery se inclinou para dar um beijo nele foi impagável! E confesso que ela me enganou direitinho, achei que seria na boca.

Margaey   Tommen 4x4

Brienne 4x4Voltamos a Jaime, e agora ele está com Brienne. Quem leu já sabia o que viria, e dito e feito, Jaime presenteia Brienne com Oathkeeper. Jaime mostra que realmente mudou. Brienne narra seus feitos registrados no livro, e Jaime diz que ainda há espaço para preencher as dele. E sua expressão diz claramente como ele quer preenchê-las. Ele não quer entrar para a posteridade como o Regicida. E é aí que entra a promessa que ele havia feito a Catelyn, de retornar suas filhas. Claro que ele sabe que só será possível retornar Sansa, mas veja como ele nem cogitou a proposta de Cersei de matar a menina. Além da espada, Jaime também dá uma armadura novinha a Brienne. E observem que Brienne jura encontrar Sansa também por Jaime. A parceria deles ainda existe. E do lado de fora, o último presente de Jaime: Pod. Jaime sabe muito bem que Pod não está a salvo em King´s Landing. E que bonitinho Pod gaguejando ao jurar serviço a Brienne! Será que na série ele também vai se atrapalhar todo e chamá-la ora de sor, ora de lady? Acho que não, mas seria bacana. Achei legal Bronn ir se despedir de Pod também, e dar de presente o machado que Tyrion usou em Blackwater. É o fechamento de um círculo, e o começo de uma nova jornada, uma que eu estava bem ansiosa para ver. A despedida de Brienne e Jaime foi linda, muito emocionante. Gwendoline Christie linda em cena. Parabéns, a sequência toda foi perfeita.

Pod 2 4x4

Voltamos a Castle Black, e Jon conversa com Sam, que se mostra insatisfeito com a decisão de Jon de mandar Gilly para Mole´s Town. Aqui respondeu o que eu havia colocado antes, (SPOILER) sobre a troca dos bebês. Se Jon foi quem teve a ideia de mandar Gilly para lá, é claro que mais tarde ele vai poder arquitetar todo o plano. Também nesta pequena cena Jon já mostra porque será o Lorde Comandante. Gostei de Jon lembrando a Sam quem foi que partiu atrás de Jon e o trouxe de volta quando Jon mesmo escapuliu para ir atrás de Robb. Sim, Jon sabe muito bem o que e deixar para trás quem ele ama para servir na Muralha. Muito mais do que Sam. Aqui eu dei um gritinho, porque lá vem mais uma mudança: Sam contou a Jon que encontrou Bran, o que não ocorre no livro. E Jon sabe muito bem que ele tem que deixar Bran ir. Ou pelo menos que neste momento não há como ele ir atrás do irmão, por causa do juramento da Patrulha. Jon está de olho no mapa, lembrando muito Stannis (esse cara tem uma verdadeira obsessão por mapas, toda hora está olhando um), mas também já pensando numa estratégia. Dá para perceber as engrenagens virando em sua cabeça. Outra cena muito bonita de Kit Harignton e John Bradley.

E logo depois Jon aparece com Thorne, que dá permissão para Jon atacar a pocilga de Craster, com a condição de que Jon arranje voluntários. Gostei do discurso de Jon, convocando os irmãos para a missão. Ele não faz nenhum discurso inflamatório como o de William Wallace em Coração Valente ou o de Dany ao libertar os Imaculados, mas simplesmente explica a situação, preto no branco. Atenção para o que ele fala:

Jon   Dany justice

Reparem como o discurso dos dois é parecido. Já falei muito do estilo de liderança deles, que é bem parecido, ambos tem as mesmas incertezas e fraquezas. E também não é segredo para ninguém que eu shippo esses dois como louca. E essas semelhanças só me fazem ter ainda mais certeza de que um dia esses dois vão se encontrar, em mais de um jeito. E que eles dois é que vão sentar no Trono de Ferro e unificar os Sete Reinos, ainda que seja por um período breve.

Chama atenção também que os primeiros a responder ao chamado de Jon são Grenn e Edd (ai!). Outra coisa que já falei trocentas vezes é que tem três pessoas que Jon pode confiar com a vida: Sam, Grenn e Pyp. Edd estaria nessa categoria também se…deixa pra lá. E revendo agora é que percebi que Pyp também se oferece, mas de forma bem sutil, só com uma olhada. Aos poucos mais irmãos se oferecem também, até que finalmente Locke se levanta. Jon diz que não pode levá-lo porque ele ainda é recruta. Mas Locke está disposto a prestar o juramento para cumprir o que deve a Bolton (DIE, BOLTON, DIE!). Locke percebeu a mesma oportunidade que Thorne e Slynt. E arrisco mais uma coisa: talvez apareça um aliança entre esses três, já que todos tem o mesmo objetivo. E tenho que admitir, Noah Taylor faz Locke lindamente.

Karl GoT 4x4E de Castle Black vamos para a pocilga de Craster, onde vemos que suas filhas/esposas estão sendo abusadas e sofrendo nas mãos de Karl e os dissidentes da Patrulha. Essa sequência me dividiu. Ao mesmo tempo que achei válido mostrarem como estão as coisas lá, não gostei da atuação de Burn Gorman. Ele é supostamente o líder dos revoltosos, mas parece entediado, e sua atuação parece muito forçada. Ele não encarnou bem o personagem, que, OK, não está nos livros, mas para mim teria mais o perfil de Craster, por exemplo. Nem a hora que ele toma vinho diretamente do crânio de Lorde Mormont me convenceu. Sequência cansativa, por causa dele. I mean, tem mais do que soltar insultos um atrás do outro e relembrar o passado para ser líder dos revoltosos.

Grumpy Cat not impressed

Por outro lado, Luke Barns, que faz a praga do Rast foi perfeito. Mostra que teme Karl, e também me parece desconfortável de estar ali, como se estivesse arrependido do que fez. E aguenta os insultos de Karl um por um. E quando uma das mulheres aparece com o último filho de Craster, todas já começam a cantar que é uma oferenda aos deuses. Nós já esperávamos isso, afinal já vimos isso na segunda temporada. mas aguardem, que volto nisso já, já. Rast é o escolhido para levar a criança, já que vai “alimentar a besta”. Quando ele falou isso, já me passou pela cabeça quem a “besta” seria, mas ver Ghost ali, preso, foi um golpe. Por outro lado, faz sentido, já que ele não retornou para Jon. Lá vai Rast levar o bebê para ofertá-lo, e juro que cheguei a pensar que ele desistiria. Ele estava em conflito com isso, mas o medo venceu, e ele deixa o menino na neve. Chamo a atenção de que enquanto Rast está lá provocando Ghost, os corvos começam a crocitar, e a água imediatamente se transforma em gelo. Sinal claro de que os WW se aproximam. Mas daqui a pouco falo deles.

Bran   Jojen   Meera 4x4Enquanto isso, Bran, Hodor e cia, que estão ali perto, ouvem o choro do bebê, e resolvem investigar. Todos eles estão famintos, e Bran mais uma vez warga em Summer para checar o que está acontecendo, e que detalhe impressionante! Os olhos de Summer também ficam brancos quando Bran warga! (valeu, Leandro! Não tinha visto de novo!). Summer é capturado, e Bran vê que Ghost está preso. Isaac Hempsted Wright muito bem em cena. Adorei. E lá vão eles atrás de Summer e Ghost, e acabam capturados também. Que dó de Hodor, pelos Sete! Notem que Jojen já apresenta sinais de que sua saúde está piorando. E aqui abre a possibilidade de que Bran e Jon se encontrem, e é isso que está incomodando muita gente. O que eu acho disso? ÓTIMO! Sério, acho mesmo. Por quê? Porque o arco de Bran aqui é muito parado, precisava de algo para agitar. Toda a peregrinação de Bran até a árvore funciona no livro, onde estamos em contato direto com o que os personagens estão pensando, mas não funciona na TV, entendam isso. E a HBO não se preocupa somente com os leitores, ao contrário, também quer fisgar os que não leram, e ficar horas e horas vendo Bran e cia, vagar no meio do nada seria pra lá de maçante. Até mesmo para quem leu os livros. Convenhamos, tem uma hora que enche a paciência.

Rei da Noite 4x4E daí veio a cena que deixou todo mundo, mas TODO MUNDO mesmo boquiaberto. Porque foi um spoiler e tanto até para quem leu os livros. Finalmente vemos o que acontece com os meninos que Craster ofertava aos WW. Um deles (e tive a nítida impressão de que era o que Sam matou temporada passada, mas posso estar enganada, o take não focalizou bem o fulano para ver direito) leva o bebê para onde está brilhando a aurora boreal, onde outros 12 o esperam. Interessante notar que há uma certa hierarquia entre eles. Também achei o lugar interessante, um círculo de gelo semelhante a Stonehenge, que no passado era lugar de adoração, e muito provavelmente de oferenda aos deuses. O bebê é colocado num altar de gelo, e o líder dos WW pega a criança, e com o dedo transforma o bebê em um WW. OMFSG!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! O que foi isso?????? E a HBO já liberou que este líder é sim o Rei da Noite, 13º Lorde Comandante da Patrulha da Noite, que se apaixonou por uma mulher WW, a amou e se auto-proclamou Rei da Noite. E aqui vemos mais uma das lendas da Old Nan ganhando vida.

baby walker 4x4

Um episódio mais paradinho, mas com muitas informações, e o mais importante, capaz de surpreender até quem leu os livros, e eu acho isso sensacional. Afinal, que graça teria saber de TUDO que acontece? Nenhuma, eu gosto de ser pega de surpresa assim. Isso amplia, e muito, o horizonte da saga. Na minha opinião, só faz enriquecer um mundo já extremamente rico. E que venham mais seis!

2 comentários:

Carissa Vieira disse...

Eu ainda nem vi o episódio, mas li sua postagem porque queria saber as diferenças entre livro e série.
Preciso correr e ver os últimos dois episódios de GoT. Amahã já vem mais um.
Ótimo post. e eu também shippo Jon e Daenerys.

Beijos,
Carissa

Fernanda Cristina Vinhas Reis disse...

Oi Carissa!

Obrigada! Acho que a grande maioria das pessoas shippa os dois. Quer dizer, o nome da saga é Crônicas do Gelo e do Fogo...ele é Snow (gelo) e ela mãe dos dragões (fogo). Bem sugestivo, não?

Beijos!