segunda-feira, 9 de julho de 2012

Mais teorias sobre As Crônicas do Gelo e do Fogo

 

ATENÇÃO! SPOILERS SE VOCÊ NÃO LEU OS LIVROS!

Game of Thrones 2

Depois de terminar a segunda temporada de GoT, a síndrome de abstinência bateu brava (ainda não me recuperei ;D) e eu resolvi reler a saga toda. Já terminei o primeiro há uns dias, mas só agora deu tempo de sentar e elaborar algo. Na verdade, eu já vinha pensando em escrever algo enquanto lia.

Posso dizer que fica muito mais fácil ler pela segunda vez. Eu adoro o livro, mas reconheço que para quem começa é complicado. São muitos personagens (eu me perdi só na renca de filhos do Ned;D). E muitos detalhes que passavam batido, personagens que só ganham força nos seguintes, chamam mais atenção.

I am the sword in the darkness Muitas das minhas teorias tem a ver com a verdadeira identidade do meu amado Snowy Goodness, mas a Lidiany, do Game of Thrones BR já fez isso muito bem, e tudo que ela coloca, eu ia colocar também, inclusive as citações. É só conferir aqui.

Mas isso não quer dizer que eu não tive mais algumas ideias ao longo da leitura. Vou começar por Bran. Já no primeiro dá para sacar o dom dele de prever/ver coisas que não estão óbvias pra ninguém. Em inglês, Jojen diz que os sonhos dele são “green dreams” e ele se diz um “green seer”. Quer dizer, seus sonhos são verdes (não sei como está em português). Destaco isso porque uma das discussões mais acaloradas é quanto a quem vai montar os dragões de Dany. Um dos candidatos mais fortes é justamente Bran, e eu acho que ele vai montar um dragão sim, e voar literalmente, não só em sonhos com o corvo de três olhos. Já expressei isso aqui. Guardem esta informação, que retomarei mais tarde.

Uma coisa que me fez pensar foi a passagem em que Catelyn prende Tyrion. Ela começa convocando todos os presentes, alguns dos quais ela conhece, e que são vassalos de seu pai, Hoster Tully. Um a um, eles vão dando sua palavra que irão ajudar Catelyn. Entre esses lordes (na verdade nem todos são lordes, alguns são soldados que servem a algum lorde vassalo de Tully) estão 3 Freys, que como observa Tyrion, são os únicos que não se manifestam sobre prender o anão (p. 326 da versão pocket americana com Ned na capa). Isso me fez pensar em quanto tempo os Frey estão sob o poder dos Lannister. Vale lembrar que alguns Freys são ligados aos Lannister menores por casamento. Tudo bem, o velho Walder Frey manda seus homens e seus filhos lutar por Robb, mas isso não quer dizer que eles já não tinham sido comprados. Traições por definição são segredos, e nada mais acima de suspeita do que botar os Frey para lutar ao lado de Robb.

robb e catelyn

Mais um detalhe que passa despercebido, e só faz sentido depois de ler o quarto, é que Catelyn prende Tyrion graças à manipulação de Mindinho (p. 345). Já plantando a discórdia entre Lysa e os Lannister. Faz também pensar que isso foi planejado desde o momento que Bran é atacado. Pensem bem, desde a carta de Lysa para a irmã acusando os Lannister de matar Jon Arryn, e depois a teimosia dela em matar o anão, o acusando de matar o antigo Mão. Tudo bem, Lysa é louca de pedra, mas ela insiste muito em manter o anão preso. E por que ela acusaria Tyrion? Quem leu o quarto sabe perfeitamente quem matou Jon Arryn. Ela poderia acusar Cersei, mas foi acusar logo Tyrion, cuja adaga quase matou Bran. Muita coincidência, não?

Já comentei em mais de uma ocasião que eu acho que Theon sabia o tempo todo onde Bran e Rickon estavam escondidos quando ele toma Winterfell. Confira aqui (está em mais de um post, e não lembro exatamente em quais). Não que prove alguma coisa, mas quando a notícia de que Robb vai partir para a guerra chega aos ouvidinhos de Rickon, ele desaparece e vai se esconder exatamente nas criptas. Robb coloca todo o castelo atrás do irmãozinho. Ele não diz quem encontra Rickon nas catacumbas (p.573), mas Theon estava no castelo ainda, com Robb, e é logico se assumir que se isso ocorreu uma vez, pode ocorrer de novo. E Theon não é burro, e é bastante observador.

Robb   Talisa

Para quem anda recriminando Robb por ter casado com Jeyne/Talisa, por ter quebrado a palavra com os Frey, ele realmente não teve escolha. Ele não estava presente nas negociações de sua estúpida mãe. “Você vai se casar com uma das filhas dele, a sua escolha”. Isso ela fala para ele DEPOIS que volta das Gêmeas (p. 650).Como ele mesmo fala pra ela na série, ela não tem o direito de chamá-lo de irresponsável, depois das mil e uma asneiras (pra não dizer outra coisa) que ela fez. E falando nela, ela tinha várias opções quando descobriu que a adaga era de Tyrion. Ser Rodrick e Theon (entre outros) se oferecem para ir a King’s Landing contar a Ned. Por que ELA teve que ir? Repito: que mãe é essa que abandona um filho doente e o outro quase um bebê?  Não sou mãe, mas não consigo entender isso.

Outro dia, a Fefa, do Apaixonada por Papel me perguntou se eu ainda acho que Dany e Jon vão ficar juntos. A resposta é sim, mais do que nunca. Já disse isso (ver link acima, no quarto parágrafo), e algumas coisas me levam a isso. Algumas envolvem os livros seguintes, mas no primeiro já há algumas coisas que me levam a pensar isso. No final, quando Dany está delirando depois de parir sua aberração, no meio dos delírios ela vê “a sombra de um  grande lobo, e a figura de um homem envolto em chamas”(p.715). A referência ao lobo é fácil, mas as chamas só ficam mais evidentes depois de ler o quinto (sacou Adriano? ;D). E acho que a série deu uma mega dica ao colocar Dany saindo ao Norte da Muralha quando entra na Casa dos Imortais. Sinceramente não lembro se isso está no livro, não cheguei aí ainda, mas eu digo se estiver.

E depois tem a maldição que Mirri Maz Duur lança sobre Dany. Todo mundo assume que ela não poderá mais ter filhos, e eu também quase acreditei nisso. Já disse que Dany vai ter sim um filho, e que o pai vai ser o Jon. A maldição diz o seguinte:

“Quando o sol nascer no Oeste e se por no Leste, quando os mares secarem e as montanhas soprarem no vento como folhas. Quando o seu útero se avivar novamente e você carregar uma criança viva. Então ele retornará, não antes.” (p.759).

“Ele retornará”, não diz exatamente que ela não poderá ter filhos. Isso é a gente que entende. Quando ela faz essa maldição, Drogo havia acabado de morrer, junto com seu filho, que seria o “garanhão que cavalga o mundo”. Já disse que ESSE filho de Dany nunca seria, mas isso não quer dizer que ela não dará luz ao “escolhido”, vamos dizer assim, por falta de termo melhor. E esse “escolhido” tem que ter pais igualmente fortes na história. Fica só a dúvida de quem é que retornará, Drogo ou o filho. Eu particularmente acho que é o filho.

Dany e Drogo 2

Depois, quando Dany arruma Drogo na pira, junto com os ovos de dragão, ela arruma da seguinte maneira: o verde perto da cabeça, o negro próximo ao coração, e o creme entre as pernas. Lembra que eu disse para guardar a informação sobre Bran? Pois então, um dos dragões é verde, justamente o que fica próximo à cabeça do khal. Bran sonha, e faz outras coisas com o pensamento. Portanto, acho que isto é indício de que ele irá montar o dragão verde, Rhaegon (acho que é assim que escreve).

O negro, Drogon, quem vai montar é Dany mesmo. Ela já tem uma ligação especial com ele, mais do que com os outros dois. Isso fica evidente no quinto, mas não vou revelar o que acontece. E a série também mostra mias Drogon do que os outros dois. Pode ser por controle de gastos, mas poderia alternar. Drogon tem uma exposição maior. E a localização do seu ovo também sugere que ele será a montaria de Dany. Drogo foi seu primeiro (e até agora único) grande amor.

Dany   dragons

Isso deixa somente um, Vyserion, o cor de creme. E aqui já vou matar dois coelhos de uma vez. Creme é quase branco, e Ghost é branco, o único da ninhada. Já disse que Jon vai ser o pai do filho de Dany, pois então, esse dragão ficou entre as pernas do falecido khal (acho que não preciso ser mais explícita). E Maester Aemon diz para Jon: “o que é dever contra segurar seu filho recém-nascido no braços…” (p. 662). Já disse que Jon foi para a Muralha para quebrar TODAS as regras. Ora, há aquela famosa linha do juramento da Patrulha da Noite que diz que ele não terá filhos…pois bem, isso não está aí à toa. Fazendo um paralelo com Star Wars, tecnicamente os Jedis também não podem, mas isso não impediu que Anakin tivesse dois. E Dany sabia exatamente o que estava fazendo quando colocaos ovos na pira. Passa batido, mas no livro, pelo menos duas vezes ela diz que sonha com dragões (eu nào lembrava disso, achei que isso foi invenção da série). Guardem isso para o futuro (não neste post, mas mais pra frente, quando eu for comentar mais o quinto).

jon e bran

E tem mais uma linha que diz “eu sou o fogo que queima contra o frio, a luz que traz o amanhecer”. Bom, por aí já dá pra ligar com o que eu disse acima sobre a visão de Dany, e esse negócio de luz também pode significar alguma coisa. Imagine que Dany chegue a Westeros por Eastwach-by-the-sea, então Castle Black fica a oeste, e se pensarmos no sentido figurado para a maldição de Dany, faz sentido. Posso estar forçando um pouco (eu acho mesmo que estou), mas eu também nunca vi essa profecia como literal. Aliás, profecias quase nunca são literais. Assim, eu junto a teoria de que Jon e Dany foram mesmo escritos para ficarem juntos, mas também esclareci quem vai montar o terceiro dragão. Ah, sim, e o fogo contra o frio também é meio óbvio agora: os white walkers. Duas coisa acabam com os walkers: fogo e obsidiana.

Jon   Dany

E outra coisa que eu quase esqueço. Jon também já começa a mostrar dons como os de Bran. Ele só não sabe, e nem a gente, até ler o segundo. Duas vezes ele sonha com Winterfell deserta. Na primeira (p. 267), ele sonha que está perambulando em Winterfell, que está deserta, até chegar na porta das criptas, e ele sabe que tem que entrar lá. Ele está com medo, e grita que não é Stark. E não é dos antigos senhores de Winterfell que ele tem medo, mas de algo mais. Ele desce nas criptas, sem tocha, e o caminho fica cada vez mais escuro. É aí que ele acorda. Ele tem esse sonho várias vezes. Depois, na p. 553, ele tem o mesmo sonho, mas o sonho continua, e aos poucos ele ouve sons, e os túmulos vão se abrindo, e os senhores do Norte vão saindo um a um, levantando dos mortos. Esse sonho pode significar três coisas: 1) a tomada de Winterfell por Theon; 2) a aparição dos white walkers (esqueci de mencionar que quando Bran está para acordar, ele “voa” e vê todo o reino, e além da Muralha, e o que ele vê ao norte o assusta imensamente. Seriam os white walkers?); ou 3) uma combinação dos dois anteriores.

Jon ainda não alcançou todo seu potencial. Mas para desenvolver isso, eu vou precisar levantar acontecimentos dos livros seguintes, então vou deixar quieto por enquanto. E vale lembrar que tudo isso são suposições minhas. Sinta-se livre para discordar (sempre mantendo o respeito), e também George Martin sabe muito bem surpreender a gente. (SPOILER) Quem imaginaria que Ned morreria no primeiro livro? E Robb depois (nessa eu tive que deixar o livro de lado um tempo, pra digerir)? Eu vivo sendo nocauteada pelas reviravoltas que a história dá. E como eu disse lá em cima, muitos detalhes, dicas que Martin dá, passam batido na primeira leitura. Enfim, isso é o que eu acho.

Antes que eu me esqueça, tenho mais três músicas pra acrescentar na trilha sonora, e que na verdade valem para toda a saga. A primeira é Fear of the dark, do Iron Maiden (como eu fui me esquecer dessa?). E a outra é I don't wanna be, do Gavin DeGraw (eu tinha pensado só para o Jon, mas se inverter os papéis para o feminino, pode servir pra muito mais gente, como a Dany, por exemplo). E finalmente It's my life, do Bon Jovi (fala sério, esse carinha do clipe gosta mais de BJ que eu…E de novo, dá pra mais de um personagem).

Beijos e até o próximo post!

18 comentários:

Gabi Castro disse...

Bem, vamos lá (rss)

Caramba! Achei que só eu estava desconfiada que um dos tres que montaria os dragoes da Dany seria o Bran! Quer dizer que não estou tão errada assim... E caramba! Vc reparou no ovo verde na cabeça??? Nunca pensaria nisso!

Quem matou mesmo Jon Arryn? Eu não entendi bem estas suposições, fiquei perdida rs

Eu nunca recriminei o Robb por casar com a Jeyne. Na verdade, concordei com ele! Que casar com aquelas fuinhas filhas de um falastrão imbecil! Tinha que trair mesmo! kkk E quem não pode falar absolutamente nada contra o Robb é a mãe sonsa dele, a Catelyn! E realmente, muito estranho esta de sair correndo de casa atrás do marido... Tava com medo de ser corneada de novo?(agora sei de quem a Sansa-sonsa puxou).

Eu sou super a favor dos dois terminarem juntos! Porém, o Jon vai deixar a Patrulha? Quer dizer, ele jurou e talz... Só não tenho 100% de certeza que os dois vao ficar juntos no final por causa disso. Quanto a montar o terceiro dragão... Não acho que seja o Jon, mas o Tyrion... Por que fala sério! O Tyrion uma vez na vida tem que ficar mais alto que os outros! kkkkk

Gostei destas suposições, mas ainda acho que os livros precisam de umas cinco leituras cada um para pegarmos as pistas que o GRRM vai deixando... kkkkkkkk

Beijos

Bibi

Fernanda Cristina Vinhas Reis disse...

Oi Gabi!

Só me toquei do ovo verde na cabeça agora que li pela segunda vez...passou batido antes.

Eu acho (quase com certeza) que o Jon vai quebrar acada uma das linhas do voto da Patrulha...agora se ele vai sair, eu já não sei. Mas uma cvoisa é certa: ele nào foi escrito para apodrecer na Muralha, como um monge (pelo menos ele não é mais virgem! ;D).

Eu sei que você não recrimina o Robb, mas vi muita gente descendo o cacete, dizendo que ele concordou, e mimimi. Tá, mas ele lá podia fazer alguma coisa depois que a estúipida da Cat vendeu ele? Hello! Tem gente que tem qua aprender a ler nas entrelinhas (se bem que isso nem é tão sutil assim).

Também já vi suposições de que Tyrion montaria um dos dragões, mas sei não...A justificativa que eu vi foi porque ele gosta de dragões...Oi? Só isso nào é suficiente. Mas concordo que alguma vez na vida ele tem que ficar por cima de todo mundo!

Quanto à morte de Jon Arryn, eu não escrevi quem foi de propósito, pra não estragar a surpresa de quem ainda não leu o quarto. Mas eu te respondo no FBN ou no twitter, tá.

Beijos!

Adriano disse...

Boa tarde Fê... como ja te falei em todas as vezes que a gente conversa a respeito disso, é bem claro o papel que Bran vai ter no decorrer da istória. Inclusive uma frase que o "corvo de tres olhos" fala pra ele, no quinto como a gente ja conversou. Quanto a Jon e Dany, não sei por que mas ainda nao consegui imaginar os dois juntos. Mas alguns indícios de que isso possa ocorrer realmente estão aparecendo. Quanto a Dany montar o Drogon, realmente é verdade afinal no quinto tem a menção de que nenhum cavaleiro montou em mais de um dragão. Agora sim eu consegui entender a capa do quinto livro, e verdade seja dita, que capitulo foi aquele? Um dos melhores ate agora. Só de imaginar isso na série eu fico doido hehehe se bem que teremos que esperar muito tempo pra isso, vários anos pra ser mais exato neh. Depois volto pra gente discutir mais a respeito. E pra falarmos do quinto livro, no topico especifico dele mesmo.

bjo

Fernanda Cristina Vinhas Reis disse...

Oi Adriano!

Eu sempre achei mesmo que o Bran ia montar um dos dragões. E também sobre Jon e Dany. Só pelo nome da série, já fica meio que no ar..Snow (gelo) e dragões (fogo)... E claro qeu ela vai montar o preto, isso sem dúvida! E agora lendo pela segunda vez, algumas coisas ficam mais claras. Sabe a visãi dela do himem envolto em chamas...eu pensei logo nas visões da Melisandre no quinto. Mas não tinha me ocorrido até eu escrever.

Eu entrei em contato com a editora, e els vão trocar o meu livro defeituoso. É o mínimo, né? Tenta entrar em contato com o SAC deles também.

Beijos!

Vitor disse...

Fernanda, sou completamente a favor de tudo que você disse.
Abraços,
Vitor Vieira

Fernanda Cristina Vinhas Reis disse...

Oi Vitor!

Obrigada! Agora é torcer pra George Martin não me decepcionar ;D

Beijos!

Fefa Rodrigues disse...

Fe, é simplemente essencial reler os livros!!!

Adoro que vc faça essas observações, pq qd eu ler novamente vou prestar atenção destes detalhes...

Lucas de Melo Facó disse...

Os dragões são bestas como qualquer outro animal então eles podem serem mortos, nada que uma tropa de elite de soldados armados com espadas, clavas, maças, machados, lanças, balestras e arco e flechas envenenados não resolvam o problema numa emboscada. É tudo a questão de perder o medo do desconhecido.

Um exemplo:

Os leões e os germanos

Os antigos germanos eram assustadores, e esse adjetivo não é força de expressão. Numa das primeiras vezes em que os romanos depararam com eles ocorreu o seguinte: os germanos emergiram das sombras da Floresta Negra urrando feito selvagens que eram, um som horrendo, como se predadores monstruosos investissem sobre a legião. Detrás de seus escudos de madeira revestida com bronze, os romanos viram correr em sua direção aqueles homens de estatura descomunal, desenvolvidos pela vida ao ar livre, pelas caçadas e pelas eternas guerras tribais. As longas cabeleiras amarelas e vermelhas dos germanos esvoaçavam e davam uma aparência ainda mais ameaçadora aos seus rostos barbados.
Por um momento, os legionários ficaram petrificados debaixo de seus elmos. No momento seguinte, não vacilaram: giraram em cima das sandálias de couro e correram com devoção a fim de salvar suas peles latinas. Veni, vidi, corri.
Depois que os romanos se acostumaram com a visão pouco ortodoxa dos guerreiros germanos em ação, não entraram mais em pânico e até passaram a derrotá-los, isso graças à disciplina tática das legiões. Mesmo assim, os germanos jamais se submeteram completamente ao Império, nem quando o Império os absorveu. Por volta do ano 200 da Era Cristã, o imperador filósofo, Marco Aurélio, já nem morava mais em Roma, vivia nas fronteiras, vigiando os movimentos inquietos e inquietantes dos bárbaros.
Um dia, o imperador teve uma ideia: mandou buscar leões da África e, numa batalha perto de Vindobona, a atual Viena, açulou-os sobre os germanos. Calculava, Marco Aurélio, que os bárbaros ficariam aterrorizados com o ataque daquelas feras das quais nunca nem tinham ouvido falar. De fato, numa época sem National Geographic, os germanos não conheciam leões, e essa foi a sorte deles. Acreditando que fossem apenas cães enormes, os louros guerreiros da Alemanha não só não fugiram como chacinaram os bichos a golpes de espada, lança e clava, pouco se importando com a repercussão entre os protetores dos animais.
Nos dois casos, como se viu, o medo foi decisivo. Os romanos só bateram os germanos quando perderam o medo deles; os germanos mataram os leões porque não tinham medo deles. O medo, muitas vezes, é o que faz diferença na batalha.
Os verdadeiros conquistadores, não é que eles não sintam medo: eles o dominam. E um coração que vive com medo é, sempre, um coração que sente o pior dos medos: o medo de ser feliz.

Fernanda Cristina Vinhas Reis disse...

Oi Lucas!

Muito interessante isso que você escreveu, mas...o que uma coisa tem a ver com a outra? E eu nunca disse que dragões não podem ser mortos. Se fosse assim, os da Dany não seriam os últimos e não causariam tanta cobiça.

Beijos!

Cali disse...

Oi Fê!!! tem um tempão q não apareço aqui, mas hoje me deleitei nas suas observações...e amei!! Tb acho q Jon e Dany poderão fk juntos. Tô terminando ainda de ler o 4º e ansiosa pelo 5º onde poderei ler mais sobre o Jon e a Dany. Dessas teorias (suas, srsrs) gostaria de acrescentar a Arya. Já pensei q ela q poderia montar um dos dragões. Pode ser q esteja enganada mas ela com certeza tem papel fundamental na saga. Não é por acaso q ela tá numa terra tão distante aprendendo coisas...Quando tiver um tempinho vou reler os primeiros livros para absorver o q deixei passar despercebido. Simplesmente amo a série, pena q só teve 10 capítulos...queria mais...agora só esperar o ano q vem...Ah! E a Sansa (Alayne) quando será q vai acordar para o mundo real? Tudo o q acontece a volta dela, parece q ela tá adormecida, precisando de um gás para mudar as atitudes em relação ao Mindinho (aquele falso!!!)...rsrs. Grande abraço! Obrigada por me manter tão informada!!!

Fernanda Cristina Vinhas Reis disse...

Oi Cali!

Eu recomendo mesmo ler de novo. Como eu disse, tem muitos detalhes, muita coisa passa batido na primeira vez. Muita coisa do que eu escrevi nem tinha me passado pela cabeça antes de ler denovo, como o lance da posição e a cor dos dragões.

Quanto a Arya, eu também andei pensando nisso. Eu ainda acho que quem vai montar é o Jon, mas a Arya é definitivamente uma forte candidata. Acho que faz mais sentido que o Tyrion, por exemplo. Eu estou escrevendo mais algumas suposições, que me ocorreram depois de reler o segundo, e vou falar mais da Arya. Eu acho que o destino dela é outro, mas cavaleira de dragão é uma possibilidade sim.

Quanto a Sansa, no quarto ela acorda um pouco pra vida, mas no fundo ainda é a mesma sonsinha de sempre. E, nossa, o Mindinho é um tremendo FDP, isso sim. Muito falso, mas acho que ele é que melhor entende o jogo dos tronos.

Beijos!

Lucas de Melo Facó disse...

A prostituta Shae se tornou uma espião a serviço de Lorde Varys quando chegou em Porto Real. O eunuco Varys planejou o assassinato de Lorde Tywin Lannister pelo seu filho Tyrion manipulando Jaime, Tyrion e Shae. É muita coincidência a Shae nua e bêbada no quarto da Mão do Rei com uma balestra carregada e Tywin doente no banheiro? (Provavelmente envenenado por Varys ou pelo príncipe de Dorne Oberyn Nymeros Martell, isso explicaria seu corpo em avançado estado de decomposição).
Lorde Tywin era um inimigo perigoso para Aegon IV, e a Rainha Regente Cersei é uma estúpida fácil de manipular.
Mais tarde Lorde Kevan foi morto por uma seta disparada de uma balestra por Varys.

O esforço de Tywin para reabilitar a sua casa, o seu prestígio e sua honra condenou seus filhos ao fracasso na vida. Eles sofrem com a maldição dos Lannisters: o orgulho, a arrogância, a prepotência e a imprudência porque eles eram protegidos e mimados por um pai emocionalmente frio e distante (ou simplesmente detestável) que, no entanto, incutiu neles o sentido de que os Lannisters eram os mais ricos e mais poderosos de Westeros, e, portanto, melhor, do que ninguém. Como resultado, eles sentem-se invulneráveis, que os votos e as regras que restringem o comportamento dos mortais comuns na sociedade não se aplicam a eles, e que eles não precisam obedecer as leis dos homens e dos deuses.

Tywin fez o que podia para beneficiar o seu filho Tyrion. Tywin poderia ter sido um pai terrível em muitas maneiras, mas - e eu sei que isso pode soa duro ... - ele ainda permitiu Tyrion para viver como um verdadeiro Lannister. Ele nunca ameaçou a sua vida, escondeu-o do mundo ou exigiu que ele fosse para a Muralha vestir o preto da Patrulha da Noite. Tyrion viviam do luxo e das riquezas do Rochedo Castelry para toda a vida sem oferecer nada em troca para a família Lannister. Jaime trouxe a glória como um jovem cavaleiro, Cersei tornou-se uma rainha e Tyrion desperdiçou a sua juventude com os excessos com o álcool, os jogos de azar e o sexo de forma irresponsável.

Paulo disse...

(Reenviando²)
Cá estou novamente, espero que você receba! ^^
Então Fe, eu achei sua teoria sobre os dragões muito boa, e quando li essa parte no livro nem desconfiei que poderia indicar alguma coisa '-', embora eu sempre desconfiasse que o Bran seria um dos que iriam montar um dos dragões da Dany...mas nunca pensei no Jon como o outro... Outra coisa: Só um complemento na sua teoria, quero ver se você concorda comigo. Depois do primeiro livro eu acho que saquei um pouco o que o Martin tava fazendo, e por enquanto minha teoria ñ caiu por terra...eu ja até mencionei isso alguns meses atras... Mas agora eu tenho mais certeza, o Martin nos primeiros livros veio preparando o terreno...começou com personagens fortes, com grande experiência como o Eddard, Sor Jora Mormmont e até Khal Drogo... e a gente foi escolhendo nossos preferidos e aos poucos eles foram morrendo...Enquanto isso, alguns menores foram crescendo, e são estes os grandes personagens do livro...São muitos, mas alguns são mais fáceis de identificar: Dany, Jon, Sansa, Bran e Arya, pode ver, cada um deles passou por dificuldades(ou esta passando) e embora parecem fracos, nem um morreu, e agora estão passando por um processo de evolução...a Dany esta adquirindo experiência nos perrengues que ela vem passando, o Jon agora como Sr. Comandante vai evoluir muito em diversos pontos, o Bran vai encontrar alguma coisa la no Norte, a Arya também está crescendo e aprendendo, e acho que ela vai se tornar uma excelente guerreira, e a Sansa(até ela) esta aprendendo a ser "esperta" e com um ótimo professor, nosso Petyr Baelish... Ainda acho que tem outros... Tipo o Rickon Stark, ta que ele é novinhu ainda... Mas esta com uma personagem quem recebeu certo destaque a Osha; acho que ele não vai passar batido... e o Theon que vc tanto ama, e não é por menos, acredito que também vai desempenhar um papel importante... E pra firmar ainda mais minha teoria tem o fato de cada um deles estarem separados e em diversos pontos do continente e do mundo, estão vendo culturas, políticas, estilos de vida, pessoas diferentes, etc...que remete a um ponto de "unificação"... Bom, é isso, não sei se você entendeu o que eu quis dizer nesse final... Mas e ai, o que você acha da dessa minha visão??? ^^ Tchai, bj!

Fernanda Cristina Vinhas Reis disse...

Oi Paulo!

Agora sim! Realmente, eu não tinha pensado nisso. Apesar de eu achar Jon, Dany, Bran e Arya personagens muito fortes desde o começo (todos eles são, na verdade), eles estào crescendo no sentido de estarem aprendendo. E justamente por isso eu acho que eles ainda tem muito a mostrar. E concordo com o negócio da unificação. Eu sinto que mesmo estando distantes, aprendendo coisasd diferentes, eles estão caminhando para um mesmo lugar. E o Theon vai sim mostrar que é muito mais do que aparenta, vai ter uma força que ninguém espera, com certeza. Senão, acho que Martin teria matado ele quando Ramsay tomou Winterfell.

Beijos!

Anônimo disse...

Não sei até que livro voces leram, mas depois do 5º e de visitar blogs americanos acho que as coisas podem terminar de forma bem surpeendentes.
Não sei se é "certo" que o Jon e a Danny vão terminar, até porque desconfio que ele não seja quem ele é, e muito menos quem ele aparenta ser.
Obs: só uma dica, pesquisem sobre Ashara Dayne, tem uma teoria muito boa que envolve essa pessoa.


Pietro.freire@hotmail.com/Pietro Freire Moreira - Skype

Fernanda Cristina Vinhas Reis disse...

Oi Pietro!

Eu li até o quinto, duas vezes. E posso dizer que você não leu os meus outros posts. Fiz uma série depois de cada releitura.

Concordo que GRRM pode surpreender, e pode ser que Dany e Jon não fiquem juntos. E eu sei que Ashara Dayne é uma forte candidata a mão de Jon. Eu fiz minha lição de casa (pelo menos sobre As Crônicas...agora, da faculdade...melhor deixar pra lá ;D) Eu coloquei links que direcionam para outras páginas de discussão, inclusive sobre ela. E falei bastante dela no último post da série, Jon Snow e a quebra de juramento. E depois de ler tudo isso, eu ainda acho que o mais provável é que ele seja mesmo filho de Lyanna e Rhaegar. Leia o restante dos posts, que você vai ver que eu levei isso em consideração também.

Beijos!

Fernanda

Marcos disse...

tem spolier
Eu acho que as três pessoas a montar os Dragões serão Dany, Tyrion e Jon..... os três com sangue de dragão. Para mim Jon é filho de Rhaegar e Tyrion séria filho bastado do rei louco.

Em uma passagem do livro Barristan Selmy fala que o rei louco ficou encantado com pela mãe de Tyrion, Joanna's que era prima de Tywin , seu pai. Tyrion além de anão tem um olho de cada cor, um verde(Lannister) outro azul( Targaryen).

Além disso um fato liga os três: suas mães morreram no parto(caso Jon seja filho de Lyanna Stark)

Fernanda Cristina Vinhas Reis disse...

Oi Marcos!

Eu li essa teoria do Tyrion ser filho bastardo do Rhaegar (no blog do Leandro, drunkwookie.wordpresse.com, estou errada? ;D) Apesar de fazer sentido, acho pouco provável. Tywin protege Tyrion demais para ele ser bastardo. Certo, ele não é o filho preferido, mas mesmo assim não creio que Tywin protegeria tanto Tyrion do contrário. E também, depois que eu li a teoria dele, fiquei pensando se não há uma falha na cronologia. Mas de qualquer forma, só GRRM mesmo para saber a resposta.
E não acho que Tyrion irá montar um dos dragões (e isso me ocorreu agora) pelo simples fato de avisarem Dany con tra Tyrion, então acho pouco provável que ela permita que ele monte um de seus bebês. Se bem que ela às vezes é burrinha...e não leva os avisos muito a sério.

Obrigada pelo comentário, seja bem-vindo e volte mais vezes!

Beijos!